COLUNAS



POLITICAGEM

com


Kim Rafael


Avatar Kim Rafael
O combatente desertor foi abatido

POLITICAGEM  23/04/2020 15h12 Fonte: Kim Rafael



Chegou o novo soldado do governo Bolsonaro. A princípio, acabará aquele mimimi, os oportunistas do “coronga”. Apesar de mostrar otimismo... infelizmente existem ignorantes de plantão, por isso, não diminuirão as reclamações. O problema é da falta de caráter destes e de outros, querendo enfraquecer um governo, ausentando a compaixão às vidas restantes em nosso país – falta solidariedade.
O combatente desertor caiu fora, fora abatido.

Talvez as eleições de 2022 valem muito mais a pena do que uma vida precisando do hidroxicloroquina.
Isso faz parte daquilo que Casaro, odeio admitir, quando escreveu em seu livro: Estado Pós-democrático: "O autoritarismo não necessita de racionalizações, uma vez que se refere a dados intuitivos e imediatos que não dependem de reflexão - ao contrário, essas práticas se alimentam de dados que não suportam qualquer juízo crítico -, e, portanto, aptos a serem incorporados por todos e, com mais facilidade, pelos mais ignorantes. Autoritarismo e ignorância sempre andaram juntos." (CASARA, 2018, p. 87 e 88).

O autoritarismo entrelinhado nos discursos estadistas, demagógicos dos governadores e do prefeito de Maringá, estão atrelados diretamente na ignorância e, portanto, não deixam de ser autoritários. Aliás, nunca deixaram de ser. Afinal, conhecemos uma pessoa verdadeiramente quando damos poder a ela, não é assim?

Nelson Teich, 62 anos, o novo ministro, é um médico oncologista. Ele tem PhD pela universidade de York, na Inglaterra. O médico tem seis filhos, e um deles é superintendente de economia da saúde no Albert Einstein.
Diferente do diretor-geral da OMS (Organização Mundial de Saúde), o senhor Tredos Adhanom, o novo ministro da saúde do governo federal é médico, então podemos dar créditos a ele. Agora a diferença entre o Mandetta e o Teich, é a politicagem robusta de política “técnica” que o desempregado ministro realizou durante a crise covid-19. Mas fiquemos de olho.

Mandetta foi o legítimo oportunista e criou uma forma de fazer política contrariando um governo através de sua própria infraestrutura governamental. Esperamos que o dr. Nelson comece a dosar não só a cloroquina em pacientes, mas, a dosar coerência ao ministério a fim de dar sequência a vida normal dos brasileiros.
O Brasil foi capaz de encontrar a cura e tratamento do covid-19, entretanto, seu analfabetismo político te cega veementemente, pois só você que não vê.



COMENTÁRIOS









Autor


avatar_redator
Kim Rafael

Coluna


POLITICAGEM

IRONIZANDO A POLÍTICA BRASILEIRA