COLUNAS



POLITICAGEM

com


Kim Rafael


Avatar Kim Rafael
UM CONTO DO ÁPICE À QUEDA: LULA, QUAL É O SEU LEGADO?


Lula, o ex-presidente da república e atual ex-presidiário de Curitiba.
 
Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-sindicalista e ex-metalúrgico do ABC que ganhou protagonismo na política na década de 80 como Deputados Federal pelo Estado de São Paulo, foi duas vezes presidente nacional do Partido dos Trabalhadores nas décadas de 80 e 90, conseguindo o grande feito, em janeiro de 2003, assumindo a presidência da República como o 35º presidente do Brasil.
 
O Partido dos Trabalhadores comandou o governo desde 2002, conquistando a popularidade do maior líder da história do partido, Lula – também envolvido e condenado no maior esquema de corrupção e lavagem de dinheiro da história do Brasil, a operação Lava Jato. Após o término do mandato de Lula, o PT, faz com que a primeira mulher comande o país, e se não bastasse, Dilma Rousseff em seu segundo mandato é impeachmentmada pela prática de irresponsabilidade fiscal, as chamadas: “pedaladas fiscais”.
 
Alguns feitos que geraram e ainda geram discursos inflamados, para mim o maior deles, o chamado: Bolsa Família: É o carro chefe dos programas. Criado em 2004.
 
Calma! Não sou de esquerda, também não ligo pelo pré-conceito polarizado que você, caro leitor de depreendeu das entre linhas.
 
É provável que eu esteja condizente com as condutas políticas que nosso País enfrenta, se é da direita ou esquerda, isso, já não se faz necessário pensar, é em relação à flexibilidade da conduta do motivo pelo qual enfrentamos, lutamos, revolucionamos, cuja busca de direitos e um bem estar de todos devem ser concretizadas, materializadas.
 
Essa flexibilidade de manter um país estável, tanto nas disputas de poder, quanto da economia e das trocas de favores ou partidos políticos que nem sempre representam a corrupção “mor” do momento, podemos pensar que através deles podemos encontrar o corrupto ou virar um. É importante nos ater no que literalmente é necessário e que nesse momento é de caráter de urgência, a sociedade brasileira.
 
O que eles demonstram é falta de interesse pelo trabalhador de 50 horas semanais laborativas, deixando-o endividado para manter uma futura quebra orçamentária no país, e diz ter ajudado? É melhor andar com um veículo busca apreensão do que uma bicicleta quitada?
 
Comentamos acerca do Bolso Família, carro chefe dos programas “lulistas”, sem contar os demais programas que afundaram a população mais pobre. É importante olhar para o horizonte da empresa que se supre apenas com BNDS para suprir a demanda da dívida e manter a renda em dia dos seus trabalhadores, também, importante colocarem em prática o movimento dos sindicatos que jorraram dinheiros que poderiam ser partilhados com a classe representativa.
 
Bom mesmo é o conto de fadas, um Brasil como esse que se faz presente nas riquezas naturais, matéria prima de 1º mundo. O que será de nós brasileiros daqui 10 (dez) anos? O que fazemos para obter mudanças? Culpamos os políticos, juízes, advogados, criminosos, vizinhos, mídia, motoqueiros, motoristas – o que literalmente importa pra você leitor, um plano de saúde, um programa social (bolsa família, bolsa estudo, SUS), um emprego, uma família ou talvez seja uma mudança de sexo, mais honestidade, transparência ou quem sabe um direito novo? Por que não? Uma conservação dos direitos já adquiridos? Quem sabe algo que esteja em jogo, “a liberdade de se manifestar, do pensamento livre, direito de ir e vir”.
 
É assunto sim, de um interesse social. O que devo insistir é para olharmos nas mais interessantes peças de desespero que o nosso país está realizando, ou o melhor, nossos governantes, exemplo disso é: “Brasil, um país de todos” Como assim? Só por que estamos sendo e fomos povoados por várias etnias, deve ser de “todos”? Quem sabe então, partiremos do ponto de vista do governo Dilma, “Brasil, um país rico é um país sem pobreza”, é interessante. Portanto, devemos sair de um mundo fechado como a de caverna, continuar nossas buscas por interesses coletivos, eu disse coletivo? Exato! Coletivo.
 
O maior desastre no país chamado Brasil foi a existência de Lula, digo e repito: ex-presidiário de Curitiba acabou, estrangulou e estuprou o Brasil que tanto sofre e nos enche de sentimentos de esperança.
 
Brasil, um país de TODOS OS BRASILEIROS.

Sobre Kim Rafael


Sobre a Coluna

POLITICAGEM

IRONIZANDO A POLÍTICA BRASILEIRA


COMENTÁRIOS