GERAL

Novas imagens de Júpiter mostram detalhes da atmosfera do planeta

Novas imagens de Júpiter foram divulgadas nesta terça-feira (11) pelo National Optical-Infrared Astronomy Research Laboratory (NOIRLab). Ao todo, são três capturas feitas ao mesmo tempo em 11 de janeiro de 2017. A ideia é que astrônomos possam comparar as fotos e descobrir novos detalhes sobre a atmosfera do maior planeta do Sistema Solar.

Para realizar as capturas simultaneamente, foram usados dois telescópios. As novas imagens de Júpiter em ultravioleta e em luz visível foram obtidas pela Wide Field Camera 3 do Hubble, um telescópio que está em órbita a cerca de 600 km acima da Terra. A fotografia em infravermelho, por sua vez, foi captada pelo instrumento Near-InfraRed Imager (NIRI) do Observatório Gemini Norte, um telescópio terrestre localizado no Havaí (EUA).

As novas imagens de Júpiter revelam múltiplos comprimentos de onda de luz. Na prática, estas ondas permitem que os astrônomos vejam características que não seriam possíveis de visualizar de outra maneira.

De forma geral, a captura em infravermelho dá destaque ao comportamento da Grande Mancha Vermelha, uma tempestade persistente e maior do que a Terra. Já as fotos em ultravioleta e luz visível apontam as localizações dos cromóforos, partículas que dão à Grande Mancha sua tonalidade vermelha ao absorver as luzes azul e ultravioleta.

As novas imagens de Júpiter ainda permitem aos astrônomos observar outros fenômenos que ocorrem no planeta. Entre eles: vórtices ciclônicos e supertempestades.

 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM