ECONOMIA

Com reajuste, Copel dá dicas para economizar energia no Paraná

A conta de luz vai ficar 8,97% mais cara no Paraná a partir desta semana depois que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou ontem (22) o reajuste na tarifa da Copel. Com isso, as 4,8 milhões unidades consumidoras atendidas em 394 municípios do Estado precisam controlar mais o uso da energia. Tentando auxiliar nisso, a Copel divulgou dicas para economizar.

Segundo o coordenador do Programa de Eficiência Energética da Copel, Diego da Luz Munhoz, o primeiro passo para fazer uma boa gestão do consumo é conhecer o próprio perfil da residência.

Acompanhar o histórico mensal em quilowatts-hora pela conta de luz ou pelo aplicativo é uma boa maneira de identificar variações próprias da rotina de cada família.

“Feito isso, há basicamente duas ações que podem ser adotadas. A primeira é na mudança de comportamentos, no uso dos equipamentos. A segunda é o investimento para a troca dos aparelhos que gastam muito”, explica ele.

COMO ECONOMIZAR? - Para evitar o aumento no consumo de energia elétrica em casa algumas medidas simples podem ser adotadas.

É importante lembrar que chuveiro e a geladeira respondem pela maior parte do consumo de uma residência, portanto merecem maior atenção.

Ou seja, banhos curtos e com a temperatura ajustada ao mínimo necessário são essenciais para manter o consumo sob controle.

Quanto à geladeira, evitar o abre-e-fecha desnecessário e aguardar os alimentos amornarem antes de guardá-los são atitudes que fazem a diferença na conta de luz.

“Sempre que a gente abre a geladeira, o ar de fora entra, e o motor precisa trabalhar mais para refrigerá-lo”, diz Diego.

É importante verificar se a borracha da porta está garantindo uma boa vedação e, nos dias mais frios, ajustar o termostato do refrigerador, que não precisa ficar no nível mais alto.

Outra dica acompanha gerações de paranaenses, tanto que já se tornou ditado popular: “luz que se apaga é luz que não se paga”.

Ou seja, todo aparelho que estiver sem uso deve ser desligado para evitar o desperdício. Isso vale para televisão, computador, lâmpadas e outros equipamentos, que muitas vezes ficam esquecidos nos cômodos desocupados da casa.

TROCOU, ECONOMIZOU - Para quem já adotou bons hábitos no uso dos equipamentos, e ainda deseja maior redução na conta, trocar os eletrodomésticos mais antigos pode ser uma boa opção.

A Copel tem incentivado esta ação através do projeto 'Trocou, economizou', que prevê descontos de aproximadamente 40% na substituição de equipamentos, como geladeira e ar-condicionado.

Mas em qualquer compra a eficiência do equipamento pode – e deve – ser observada. O selo de eficiência Procel é um indicativo importante e consta em boa parte dos produtos. Dar preferência a aparelhos de ar-condicionado com tecnologia inverter e chuveiros com mais opções de ajuste de temperatura também é recomendado. Além disso, trocar as lâmpadas convencionais por led e optar por cores claras para a decoração do ambiente pode trazer bons resultados.

O site e o aplicativo da Copel possuem um simulador de consumo, uma ferramenta aliada à gestão do consumo. De maneira interativa, o consumidor pode tanto consultar qual será o impacto de um novo aparelho que pretende comprar, quanto verificar quais eletrodomésticos respondem pela maior fatia do consumo já existente na residência.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ECONOMIA  |   23/07/2021 16h01





ECONOMIA  |   22/07/2021 17h01


ECONOMIA  |   21/07/2021 17h38