EDUCAÇÃO

Escola em Santa Izabel do Oeste recebe nova quadra poliesportiva

Com a retomada parcial das aulas presenciais, o Colégio Estadual Guilherme de Almeida, em Santa Izabel do Oeste, recebeu nesta sexta-feira (25) uma nova quadra poliesportiva coberta para uso dos alunos após a retomada das rotinas, o que deve acontecer gradativamente, conforme o avanço da vacinação em todo o Paraná.

O projeto de reforma da unidade educacional ainda inclui a reforma dos banheiros, pinturas externa e interna, troca de forro e luminárias nas salas de aula, instalação de novos hidrantes de prevenção a incêndio, entre outras intervenções. O objetivo é promover a melhoria das condições de trabalho de professores e técnicos de ensino, além de facilitar a aprendizagem das crianças e adolescentes.

Segundo a chefe do escritório regional da Cohapar, Tânia Bernardon, as obras do colégio estão sendo feitas de forma escalonada, com investimentos que somam R$ 429 mil. "Alguns alunos já estão tendo aula. Então para melhorar a qualidade do dia a dia deles, a entrega está sendo feita por partes", afirma.

CONVÊNIO - A reforma do colégio de Santa Izabel do Oeste faz parte de um convênio firmado entre os órgãos em 2019. Por meio dele, a Fundepar contrata as empresas para a execução das obras, que são fiscalizadas pelas equipes de engenharia da Cohapar espalhadas pelo Estado. 

Nos últimos dois anos e meio, as reformas e construções de novas escolas nas cidades e no meio rural fiscalizadas pela Cohapar somam investimentos de R$ 48 milhões da Fundepar. Neste período, 105 obras foram concluídas e há outras 112 em execução, com perspectiva de novas contratações.

FUNCIONAMENTO - Os recursos são liberados pelo Instituto a partir das evoluções dos cronogramas de obras atestados pelos engenheiros da Cohapar em medições periódicas. Os relatórios, que também incluem avaliações sobre a qualidade dos materiais utilizados, da execução dos serviços e das condições dos trabalhadores envolvidos, garantem a transparência e a lisura dos processos.

De acordo com o diretor de Engenharia e Projetos da Fundepar, Célio Watter, a expertise dos engenheiros da Cohapar tem auxiliado o Instituto a ampliar os projetos em todo o Paraná. "Nós não conseguiríamos executar o volume de obras que temos hoje no Estado sem esta parceria", afirma Watter. "Quando a companhia indica um profissional qualificado para fiscalizar uma de nossas obras, temos a garantia que teremos sucesso nela".




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDUCAÇÃO  |   31/07/2022 18h00





EDUCAÇÃO  |   25/07/2022 14h43