REGIÃO

Prefeita de Mandaguari esclarece projeto e nomeia secretária interina

A Prefeitura de Mandaguari não sugeriu a suspensão da vacinação por faixa etária para priorizar funcionários de empresas que atuam no município, informou nota divulgada ontem à noite pela assessoria da prefeita Enfermeira Ivonéia. “A Prefeitura de Mandaguari avaliou a possibilidade de levar uma equipe de vacinação até as empresas de Mandaguari e aplicar as doses anticovid nos funcionários com faixa etária compatível à do calendário de vacinação do município. Caso isso de fato acontecesse, não seria possível, portanto, vacinar pessoas mais jovens do que a idade prevista no PNI (Plano Nacional de Imunização) e adotada por Mandaguari”.

A suspensão da vacinação foi faixa etária foi apontada como a justificativa para a saída da segunda secretária de Saúde do município, enfermeira Ana Caroline Carnelossi, ocorrida ontem pela manhã. De acordo com a prefeitura, o projeto-piloto previa a aplicação de vacinas em trabalhadores em indústrias, mercados, supermercados, no comércio em geral e em todas as empresas municipais, acelerando o processo de imunização – atualmente, Mandaguari já vacinou 67% dos moradores.

A proposta era disponibilizar o edital de convocação no site da Prefeitura para que as empresas interessadas pudessem se cadastrar. “Naturalmente, todas as ações em relação ao projeto-piloto seriam feitas com total transparência”, esclarece a prefeita Ivonéia Furtado. Ela nomeou ontem como secretária interina a enfermeira Ane Caroline Lucena, que era diretora administrativa da pasta. Leia mais.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM