ECONOMIA

Auxílio emergencial é liberado para mais 110 mil mulheres chefes de família

O governo federal liberou nesta quinta-feira, 5, o auxílio emergencial para mais 110 mil mulheres chefes de família monoparental. As parcelas de R$ 375 serão pagas de forma retroativa e estarão disponíveis nas contas sociais digitais a partir desta sexta-feira, 6. Para as mulheres que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos serão feitos dentro do calendário regular do programa. O novo repasse soma R$ 82,24 milhões em investimentos.

Segundo o Ministério da Cidadania, o benefício foi liberado após a nova análise de mais de 600 mil benefícios bloqueados. Ainda faltam 27 mil cadastros em processamento e que podem ter acesso ao auxílio emergencial. “As pessoas com o benefício desbloqueado recebem todas as parcelas a que têm direito de forma retroativa”, informou a pasta. O resultado dos processamentos pode ser conferido no site consulta auxílio.

O governo federal prorrogou o pagamento do auxílio emergencial por mais três meses, até outubro, com o recrudescimento da pandemia do novo coronavírus e a retomada de medidas de isolamento social. O benefício foi estendido com as mesmas parcelas de R$ 150, R$ 250 e R$ 375, dependendo do perfil familiar.

Aproximadamente 40 milhões de pessoas estão recebendo os pagamentos em 2021. O fim do auxílio deve coincidir com o lançamento de um pacote de benefícios sociais, incluindo uma nova versão do Bolsa Família, com o maior número de participantes e parcelas acima dos R$ 190 pagos atualmente. O projeto deve ser apresentado de Medida Provisória (MP) ainda nesta semana.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






ECONOMIA  |   18/10/2021 04h50


ECONOMIA  |   16/10/2021 10h15