ECONOMIA

Compagas registra aumento de 9,6% no uso de GNV em julho

Em julho, a Companhia Paranaense de Gás (Compagas) registrou crescimento de 9,6% no volume distribuído ao segmento veicular. O desempenho, segundo a companhia, é incentivado pelas vantagens do consumo de GNV no Paraná.

“Foi o melhor resultado do setor desde o início da pandemia da Covid-19. Esse movimento de retomada no consumo reflete o reaquecimento da economia e também a maior procura pelo GNV principalmente pelas vantagens competitivas que ele oferece ao consumidor”, destaca o gerente comercial da Compagas, Mauro Melara.

O Gás Natural Veicular (GNV) se apresenta ao consumidor como um combustível mais vantajoso, principalmente para aqueles que percorrem grandes distâncias diariamente. Motoristas que abastecem na capital paranaense com o GNV chegam a ter uma economia de até 53% se comparado ao etanol e de 45% quando comparado à gasolina.

Isso se deve ao fato de que além do menor preço no abastecimento, com um metro cúbico (m³) de GNV é possível rodar mais quilômetros do que com um litro de etanol ou gasolina.

Hoje a frota que utiliza o combustível no Paraná é de, aproximadamente, 37,5 mil veículos. Além da redução no custo por quilômetro rodado, os usuários de GNV no Estado contam com 70% de desconto no valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) - enquanto para carros não convertidos ao GNV o tributo é de 3,5% do valor do veículo, para os automóveis convertidos o IPVA é de somente 1% do valor do carro.

Outras vantagens competitivas que o GNV apresenta são a redução na emissão de poluentes e a segurança, pois além de não ser possível adulterar o gás natural, ele é de fácil dispersão na atmosfera em caso de vazamentos. E por ter a queima mais limpa que a da gasolina, álcool e diesel, o GNV é menos poluente.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM