POLÍTICA

Bolsonaro confirma que não tomou vacina contra covid-19
Em conversa com apoiadores, presidente afirmou ainda que, provavelmente, foi infectado pela segunda vez e "nem ficou sabendo"

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira, 13, que não tomou vacina contra a covid-19 e que, provavelmente, foi infectado pela segunda vez e "nem ficou sabendo".

A declaração foi feita a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, quando o líder brasileiro usou o resultado do exame IGG, que mede a taxa de anticorpos no sangue, como justificativa para a sua imunidade. "Eu não tomei vacina. Tô com 991. Eu acho que peguei de novo e nem fiquei sabendo", alegou Bolsonaro.

Recentemente, em um evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro contrariou especialistas da saúde e sugeriu que estaria imune por já ter contraído a doença. O presidente foi diagnosticado com o novo coronavírus em julho do ano passado e apresentou sintomas leves como febre, tosse e mal estar.

Desde o início da pandemia de covid, Bolsonaro desrespeita as medidas protetivas recomendadas pelas autoridades sanitárias.

Durante o encontro, ele ainda chegou a criticar que cinco presenciáveis ficaram "aglomerados" nas manifestações realizadas contra o governo no último domingo, 12. "Vocês viram ontem em SP? Cinco presidenciáveis aglomerados?", ironizou Bolsonaro, após um de seus apoiadores ressaltar que ele anda no meio do povo e abraça todos sem máscara.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   23/09/2021 14h30


POLÍTICA  |   23/09/2021 12h15


POLÍTICA  |   22/09/2021 05h15