TECNOLOGIA

Em breve, Twitch permitirá que espectadores paguem para promover streamers

A Twitch anunciou que está testando uma nova ferramenta por meio da qual os próprios espectadores poderão pagar uma quantia em dinheiro para colocar streamers na primeira página da plataforma.

Há algum tempo já circulava na internet alguns rumores sobre uma possível ferramenta do tipo e, agora, um porta-voz da empresa confirmou ao The Verge que o recurso é real e deve ser, em breve, liberado. No momento, apenas um pequeno número de streamers tiveram acesso ao teste.

“Estamos testando com para um pequeno número de canais em crescimento, o que [nos] permite que suas comunidades comprem promoções para partes altamente visíveis da Twitch”, disse o porta-voz à publicação.

A própria Twitch detalhou um pouco mais sobre o novo recurso durante o episódio 5 do programa “Patch Notes”, apresentado regularmente dentro da Twitch, no canal homônimo.

Segundo Jacob Rosok, gerente de produtos da Twitch, a ferramenta é uma atualização de um recurso já conhecido pela comunidade da Twitch, que funcionava como um “boost” para canais. A ideia é que, agora, as pessoas possam pagar para impylsuonar ainda mais

Originalmente, o recurso funcionava apenas como um desafio integrado à comunidade de streamers, onde os espectadores podiam usar os pontos de forma conjunto para disseminar a transmissão para locais com maior visibilidade na plataforma, ampliando o alcance do stream para outros espectadores.

Agora, a ideia é que “os espectadores possam comprar diretamente os ‘boosts’ para seus criadores de conteúdo”. Assim, “Quanto mais recomendações os espectadores comprarem, mais exposição o creator irá receber”, completa.

Rosok explica que haverá dois momentos: primeiro, os espectadores poderão fazer a compra desses ‘boosts’ quantas vezes quiserem, durante uma janela de período de 10 minutos. Os valores podem variar entre US$ 0,99 e US$ 2,97, mas eles são exibidos de forma aleatória para a compra.

Uma vez encerrada a janela de compra, a plataforma irá promover esse streamer na página principal da Twitch de forma proporcional ao que ele recebeu de recomendação da comunidade. Ainda segundo Rosok, a ideia é auxiliar criadores de conteúdo a ter cada vez mais relevância na rede.

“Acreditamos que pagar para ajudar um criador a aumentar sua comunidade será de grande valor para seus apoiadores”, disse o executivo.

Mas Rosok afirma que os criadores de conteúdo, no entanto, não receberão uma parte desse valor investido. Então a troca monetária é apenas com o propósito de, de fato, investir em visibilidade. Também por isso, o foco inicial da movimentação são canais menores, com menos de duzentos e cinquenta espectadores.

A empresa, no entando, pode enfrentar alguns problemas quando lançar oficialmente a ferramenta, visto que apenas o anúncio já provocou algumas críticas de alguns streamers, que se manifestaram no Twitter – especialmente com relação ao fato de que o dinheiro angariado não vai para o criador de conteúdo, como mostra o YouTuber norte-americano e streamer Henry Niler, conhecido como ProHenis.

“Pague dinheiro para ter mais views… E, melhor ainda, NADA desse dinheiro vai pra o creator…”, afirmou.

Contra assédio

Durante o bate-papo, a empresa também apresentou outras novas ferramentas, como as implementações em prol da segurança contra o assédio, como a verificação de telefone, que possibilita ao streamer exigir que apenas os usuários com números verificados possam participar do chat.

Outra ferramenta de segurança adicionada engloba um controle mais rígido de verificação de e-mails, com intuito de facilitar o controle dos creators da plataforma sobre quem pode ou não pode conversar nos chats de suas transmissões. A ideia é, de fato, inibir haters.

Crédito da imagem principal: Ink Drop/Shutterstock




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



TECNOLOGIA  |   01/12/2021 06h26





TECNOLOGIA  |   25/11/2021 10h49


TECNOLOGIA  |   25/11/2021 10h23