GERAL

Mau hálito em bebês? Atenção aos sinais desde o nascimento
Muitos pais não sabem, mas a higiene bucal deve ser realizada mesmo antes do bebê ter dentes

Mau hálito é um problema desagradável que pode afetar qualquer pessoa, inclusive as crianças. No caso dos pequeninos, os motivos para a aparição desse problema podem ser os mais variados e cabe aos pais ficarem atentos aos sinais. A causa mais simples e comum é a mesma que provoca o problema nos adultos: má higienização bucal. 

Muitos pais não sabem, mas a higiene bucal deve ser realizada mesmo antes do bebê ter dentes. Na verdade, desde o nascimento. Isso porque, mesmo sem dentição, as bactérias conseguem se alojar na boca e provocar cáries e mau hálito. O ideal é higienizar a gengiva do bebê com o auxílio de uma gaze úmida, ao menos duas vezes por dia. Quando os dentes surgirem, invista em uma escova adequada para a faixa etária.

Quando os primeiros dentes começarem a nascer e a escovação fizer parte da rotina de higiene da criança, mais hábitos devem ser adotados. A recomendação é que os pais escovem os dentes na frente dos filhos até os cinco anos, pois crianças dessa faixa etária tendem a imitar os pais.

O ideal é apresentar o fio dental às crianças desde cedo, mesmo que seu uso ainda não seja eficiente por causa dos espaços entre os dentes ou pela coordenação motora em desenvolvimento.

Já o uso de bochechos com antissépticos bucais para combater o mau hálito em crianças não é aconselhável, pois ele pode mascarar o problema, retardando a resolução definitiva, além de haver o risco de crianças menores o engolirem.

Não se esqueça da língua!

Limpar a língua é tão importante quanto limpar os dentes. Isso porque quase 50% das bactérias da sua boca estão na sua língua. Se a língua não estiver limpa, as bactérias acabam se transferindo para os dentes! Além disso, 90% das causas de mau hálito vêm de uma língua suja.

Para limpar a língua das crianças até 1 ano de idade, é possível usar uma gaze umedecida com água. A maneira mais fácil é pegar a criança no colo, enrolar o dedo indicador com a gaze e apoiar no lábio inferior até a criança abrir a boca. Com a boca aberta, esfregue delicadamente a língua em movimentos circulares para remover partículas de comida e bactérias. É importante não pressionar a língua para baixo nem entrar muito no fundo, porque a criança pode ter ânsia.

Nas crianças maiores podemos utilizar a própria escova, sem pasta, gentilmente para não machucar. É importante combinar dela esticar a língua para fora o máximo possível, desta maneira é mais difícil ela ter ânsia. Com o tempo, a própria criança vai adquirindo confiança e fazendo a limpeza sozinha.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM