DIVERSÃO

Tina Turner vende seus direitos musicais para a BMG em acordo histórico

Tina Turner, reconhecida como a Rainha do Rock e um dos grandes nomes da história da indústria musical, vendeu seus direitos de catálogo para a BMG. A Warner Music permanecerá sendo sua gravadora e comercializará seus álbuns solo.

Em um comunicado, a lendária artista de 81 anos disse: "Como qualquer artista, a proteção do trabalho da minha vida, minha herança musical, é algo pessoal. Estou confiante de que, com a BMG e a Warner Music, meu trabalho está em mãos profissionais e confiáveis".

Hartwig Masuch, CEO da BMG, acrescentou: "Estamos honrados em assumir o trabalho de gerenciamento dos interesses musicais e comerciais de Tina Turner. É uma responsabilidade que levamos a sério e buscaremos diligentemente. Ela é verdadeira e simplesmente, a melhor", disse o executivo, fazendo referência ao clássico The Best de 1989.

O novo acordo de Tina Turner com a BMG já é aclamado como a maior aquisição artística da história.

Agora, a BMG detém os direitos de seu nome, imagem e semelhança para negócios da marca, merchandising, assim como os direitos de publicação e gravação dos 10 álbuns de estúdio de Tina, dois álbuns ao vivo, duas trilhas sonoras e cinco compilações.

Tina Turner iniciou sua bem sucedida carreira artística como parte da dupla Ike & Tina Turner na década de 1960. Ela já vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo.

Ela será eternizada no Hall da Fama do Rock no dia 30 de outubro pela segunda vez. Ela já foi introduzida em 1991 com o seu trabalho com Ike Turner.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DIVERSÃO  |   23/10/2021 10h05





DIVERSÃO  |   22/10/2021 05h05