MARINGÁ

Grupo Pneumar entra em recuperação judicial

O juízo da 2ª Vara Cível de Maringá deferiu nesta quarta-feira o pedido de recuperação judicial feito pelo Grupo Pneumar – Ribeiro S.A. Comércio de Pneus, empresa fundada há 49 anos, e Ribemar Empreendimentos Agropecuários e Imobiliários S.A., ambas lideradas Francisco Feio Ribeiro Filho, ex-presidente da Urbamar e ligado ao deputado federal Ricardo Barros e à ex-governadora Cida Borghetti, quando ocupou cargo de conselheiro da Sanepar. O pedido foi feito no início do mês.

A direção da empresa, que chegou a ter mais de 30 unidades (hoje são três, duas em Maringá e uma em Curitiba), alegou que em 2015, depois de um ajuste de cisão dos herdeiros de Francisco Feio Ribeiro, imigrante português que chegou em Maringá em 1947, onde fundou a Casa Ribeiro, a empresa começou a enfrentar problemas com a retração econômica, agravada com a greve dos caminhoneiros em 2017. A partir da greve o grupo alega que “houve uma significativa mudança nos hábitos de aquisição de pneus que exigiu maior fluxo de caixa para se adequar à nova realidade do mercado” e houve também mudança nas relações com a fabricante Continental, “que de uma hora para outra passou a revender pneus diretamente para transportadores autônomos e frotistas”, fazendo as vendas de pneus da marca caírem de 50% para 7%“. A paralisação de suas atividades por mais de 40 dias por conta da pandemia também foi alegada no pedido de recuperação judicial. O grupo, segundo informou ao juízo, viu seu faturamento bruto anual de R$ 192 milhões em 2015 cair para R$ 21 milhões até 30 de setembro deste ano.

Leia a matéria completa clicando AQUI.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM