ESPORTES

São Paulo entra em alerta por risco de rebaixamento


Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Gazeta Press

É difícil, mas o risco existe. O São Paulo, em 12º, com 45 pontos, tem que ganhar pelo menos um ponto nos seus dois jogos finais para não ficar refém de uma combinação de resultados que poderiam levá-lo a uma queda inédita de divisão. A preocupação de sua torcida é real, principalmente depois do baile do Grêmio na partida dessa quinta (2), em Porto Alegre, com vitória do time da casa por 3 a 0.

A atuação desastrosa da equipe acendeu a luz amarela no Morumbi. Adversários diretos do São Paulo na luta contra o rebaixamento, Atlético-GO e Juventude têm compromissos nesta sexta, respectivamente contra Chapecoense e Fortaleza. Dependendo do placar dessas partidas, a equipe dirigida por Rogério Ceni pode amanhecer no sábado na 14ª posição.

Seu próximo confronto é com o próprio Juventude, na segunda-feira, no Morumbi, pela 37ª rodada do Brasileiro. Se perder, pode até se garantir na elite, desde que o Grêmio não vença o Corinthians na Neo Química e o Bahia não passe pelo Fluminense na Fonte Nova. Caso pelo menos um desses dois rivais, Grêmio e Bahia, ganhe três pontos nesse fim de semana, a situação do São Paulo, se for superado pelo Juventude, vai passar a ser de mais apreensão ainda.

Isso se acentuaria na eventualidade de Athletico-PR e Cuiabá, outros que tentam fugir do descenso, obtiverem pontos na rodada. O time paranaense recebe na segunda-feira o Palmeiras. Já o Cuiabá, no mesmo dia, será o anfitrião de partida contra o Fortaleza. Na rodada final, na quinta (9), o São Paulo jogará com o América-MG, em Minas.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM