REGIÃO

Governador autoriza obras que darão fim a problema histórico de saneamento em Pato Branco


Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O município de Pato Branco, no Sudoeste do Paraná, vai começar 2022 em obras. O governador Carlos Massa Ratinho assinou nesta quarta-feira (15) a ordem de serviço da Sanepar para dar início à ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto. O investimento de R$ 89 milhões vai resolver um problema histórico nos bairros São João, Vila São Pedro e Alto da Glória, além de afastar da região central da cidade a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está em atividade atualmente.

As obras devem ser iniciadas em 3 de janeiro, no primeiro dia útil de 2022, e o prazo para finalização é de 540 dias. "Este convênio com a Sanepar vai atender as famílias que há muito tempo sofrem com a falta da estrutura de saneamento básico. Com a assinatura da ordem de serviço, as obras, que são complexas, já estão prontas para serem iniciadas", afirmou Ratinho Junior.

O índice atual de coleta e tratamento de esgoto em Pato Branco é de 80,3%, e passará para 82,3% com a conclusão das obras. "Estamos corrigindo um erro do passado, que há mais de 12 anos foi prometido sem ser cumprido. Agora vamos dar uma qualidade de vida melhor aos moradores desses bairros, porque quando se investe em saneamento, se cuida da saúde, da vida das pessoas", disse o prefeito Robson Cantu.

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, explicou que a falta de planejamento nos bairros, além da topografia e características do solo, dificultaram a melhoria no saneamento de Pato Branco. "São obras simbólicas e importantes para a cidade. Pato Branco tem um dos maiores IDHs do Paraná, mas infelizmente tínhamos essa chaga de regiões sem saneamento básico. Esses investimentos darão condições dignas à população que mora lá", afirmou.

OBRAS - O investimento contempla a construção da nova estação nas proximidades do Contorno Norte, a cerca de 15 quilômetros da atual. A ETE Pato Branco terá capacidade de 210 litros por segundo, mais um interceptor de 9,7 quilômetros.

O Sistema de Esgotamento Sanitário de Pato Branco também será ampliado com a execução de duas novas estações elevatórias de esgoto, instalações elétricas, 15 quilômetros de tubulações entre - interceptor, linhas de recalque e redes coletoras - e 691 ligações para atendimento dos bairros São João, Vila São Pedro e Alto da Glória.

O presidente da Sanepar, Claudio Stabile, explicou que as dificuldades para as obras no bairro São João, que tem ruas estreitas que tornam difícil o escavamento para instalação das tubulações, atrasou o processo de implantação das ligações de esgoto.

"É um local realmente difícil, com ruas muito estreitas que demandam um trabalho diferenciado. Tínhamos feito duas licitações anteriormente que não tiveram interessados, mas agora a obra está garantida e começa em 3 de janeiro", disse.

"Fizemos um trabalho diferenciado para atender o local, com serviços por cravação, sem a abertura de valetas. É um projeto mais caro, mas efetivo para aquela realidade", explicou. "Água potável, coleta e tratamento de esgoto representam um ganho em saúde preventiva, e os moradores de São João e de outros bairros de Pato Branco terão acesso a esse direito", completou Stabile.

Parceria entre Sanepar e BNDES viabilizará investimentos de R$ 311,6 milhões no Paraná

PRESENÇAS - Acompanharam a assinatura o vice-governador Darci Piana; os diretores da Sanepar Toco Zanetti (Comercial) e Leura Conte de Oliveira (Investimentos); e o deputado estadual Luiz Fernando Guerra.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM