TECNOLOGIA

Último Airbus A380 acaba de ser entregue: o que matou o gigante?


Dirk Grothe

A Airbus entregou a unidade derradeira do A380, o maior avião comercial do mundo, à Emirates Airlines. Na tarde da quinta-feira (16), o último Airbus A380 de produção, chamado de MSN 272, decolou das instalações em Hamburgo, na Alemanha, onde foi pintado e finalizado, para Dubai, sede da empresa cliente. A Airbus preferiu uma partida discreta por conta do recrudescimento da Covid-19 na Alemanha.

  Lançado formalmente em dezembro de 2000, o A380 se tornou célebre por suas grandes dimensões: 72,5 metros de comprimento, 79,9 metros de envergadura e 634 toneladas de peso máximo. O avião foi oferecido a clientes que trabalhassem com até 835 passageiros, mas boa parte das companhias aéreas optou posteriormente por uma capacidade mais modesta, com 545 assentos.

O A380 voou pela primeira vez saindo de Toulouse, na França, em abril de 2005, e começou a operar comercialmente com a Singapore Airlines em outubro de 2007. A Airbus fabricou 251 unidades do avião, das quais 123 foram para a Emirates - e há quem alega que, se não fosse pela companhia árabe, o programa já teria sido encerrado há vários anos. O projeto custou cerca de 30 bilhões de euros (R$ 193,1 bi) para os contribuintes europeus.







COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



TECNOLOGIA  |   13/08/2022 19h11





TECNOLOGIA  |   13/08/2022 15h09


TECNOLOGIA  |   13/08/2022 11h07