MARINGÁ

Pista de corrida do Parque do Ingá apresenta buracos e rachaduras, em Maringá

Entregue há pouco mais de um ano, a pista emborrachada para corridas no Parque do Ingá apresenta diversas avarias. Buracos e rachaduras se distribuem pelos 3,2 km do espaço que recebeu investimento de R$ 3,9 milhões. 

O material emborrachado é feito com resina e pneus. A estrutura diminui impactos das atividades físicas, previne lesões provocadas por esforço físico e quedas, e aumenta sensação de conforto e disposição para o exercício.

Em uma rede social, o vereador Rafael Roza (Pros) ironizou o espaço. Ao publicar uma foto, questionou "estou na lua ou no Parque do Ingá?", referindo-se às "crateras" identificadas no espaço. Ele percorreu diversos trechos e apontou diversas falhas.

A Prefeitura de Maringá, através da assessoria de imprensa, informou que já fez reparos na pista, como em um trecho em frente a sede do Bem-Estar Animal, por conta da queda de uma árvore e de um poste, durante num temporal. 

A manutenção na pista emborrachada por problemas causados por ações externas diversas deverá ser feita por licitação adequada. A Secretaria de Mobilidade Urbana informa que há diferentes aspectos a serem considerados nos serviços de reparos:

• Serviços relacionados à garantia da obra: é acionada a empresa para reparos;

• Serviços de manutenção geral em função de desgaste natural ou outros fatores, como chuvas torrenciais, queda de árvores, galhos ou postes: exige licitação contemplando serviços na pista (base e revestimento emborrachado), luminárias, lâmpadas, equipamentos urbanos (bancos, lixeiras, entre outros);

• Serviços emergenciais: são executados por equipes da administração municipal.

Com informações do portal Hoje Mais Maringá. 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   25/05/2022 17h02





MARINGÁ  |   24/05/2022 19h24