ESPORTES

Bottas contradiz F1 e afirma que carros de 2022 não são tão diferentes após testar no simulador
"Não podemos simular perseguições e coisas assim, mas não pareceu muito diferente", explicou o finlandês; veja


motorsport.com.br

Piloto da Mercedes de 2017 a 2021 e futuro competidor da Alfa Romeo, o finlandês Valtteri Bottas 'contradisse' a Fórmula 1 e afirmou que os carros da categoria para 2022 -- quando a F1 passará por uma 'revolução técnica' -- não são tão diferentes dos atuais, após fazer testes no simulador.

As experiências do veterano ocorreram com tecnologias tanto da Mercedes quanto da Alfa Romeo, mas o feedback do piloto foi distinto em relação ao vocalizado por seus colegas, após alguns dizerem que o modelo do próximo ano demandará um tipo de pilotagem diferente.

"Parecia que os carros estavam com um pouco menos de downforce, mas o sentimento geral, pelo menos no simulador, não era tão diferente. Não podemos simular perseguições e coisas assim, mas não pareceu muito diferente", explicou o ex-Williams.

Já Lando Norris, britânico da McLaren, afirmou o seguinte: "Definitivamente, haverá um estilo ligeiramente diferente [de pilotagem], mas acho que vai estar um pouco mais no limite e assim por diante."

Provocado pelo Motorsport.com, Norris completou: "É um pouco como o carro de Fórmula 2, de certa forma. Mas posso estar errado porque as coisas estão sempre mudando. Provavelmente será muito diferente quando chegarmos à primeira corrida."

De todo modo, Bottas lamentou o 'adeus' da F1 aos carros de alta pressão aerodinâmica. "Tem sido divertido, especialmente no ano passado [2020], quando os carros foram ainda mais rápidos do que este ano, com mais downforce", lembrou.

"Eles têm sido legais, mas no ano que vem contarei como estão os novos. Se a corrida for melhor e pudermos seguir mais de perto, então deve ser ainda mais divertido, e acho que os carros no futuro serão tão rápidos quanto agora. Espero que seja o caso", finalizou o finlandês.

Mari Becker revela bastidores de tretas de Hamilton x Verstappen na F1 2021

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM