REGIÃO

Investimentos do Estado em conservação de rodovias somam R$ 636,7 milhões em 2021


Foto: José Fernando Ogura/AEN

O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), investiu R$ 636,7 milhões em serviços de conservação nas rodovias estaduais em 2021. São melhorias em pontos críticos do pavimento e no entorno das pistas, aumentando a segurança e o conforto para os condutores e passageiros.

“Este ano nossos condutores encontraram rodovias em boas condições em todas as regiões do Paraná, com frentes de trabalho atuando sem parar, fechando buracos, fazendo recape, e garantindo a sinalização que aumenta a segurança dos usuários” afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex. “Praticamente dobramos o valor investido em conservação este ano, em relação ao início da gestão, quando recebemos rodovias sucateadas e contratos paralisados. Com muito trabalho, conseguimos colocar a casa em ordem”.

Os serviços são realizados por meio de três programas: Conservação e Recuperação com Melhorias do Estado do Pavimento (Cremep), Conservação de Pavimentos (COP) e Conservação de Faixa de Domínio. O Cremep contempla cerca de 4.000 quilômetros de rodovias estaduais, em sua maioria corredores de transporte regionais ou estaduais. Devido ao tráfego elevado e a presença de veículos pesados, elas exigem soluções mais complexas para melhorar o estado do pavimento. Este programa recebeu R$ 218,9 milhões.

O COP contempla cerca de 6.000 quilômetros de rodovias estaduais com menor tráfego e menos veículos pesados. No caso destas rodovias, os serviços são mais corretivos. Para esse programa o montante foi de R$ 336,5 milhões.

Os dois programas empregam serviços semelhantes, mas utilizados de forma específica para as necessidades de cada rodovia. São serviços de remendos superficiais e profundos, fresagem, reperfilagem, microrrevestimento, melhorias no sistema de drenagem e na sinalização.

FAIXAS DE DOMÍNIO - O programa Conservação de Faixa de Domínio se estende a todas as rodovias estaduais, realizando serviços de conservação na pista e em seus espaços laterais, pertencentes ao patrimônio público. Foram investidos R$ 81,35 milhões para a realização de 24 diferentes serviços em toda a malha rodoviária estadual, como roçada, remoção de resíduos, limpeza, recomposição e desobstrução de sarjeta, limpeza de valetas, limpeza de bueiro, capina, limpeza e pintura de meio-fio, de pintura de pontes e limpeza de pintura de abrigo de ônibus.

SEGURANÇA VIÁRIA - Em 2021 foi lançado o novo Programa de Segurança Viária das Rodovias Estaduais (Proseg Paraná) do DER/PR, que já teve todos os seus lotes licitados e contratados. Trata-se de uma das maiores iniciativas voltadas exclusivamente para a segurança viária no Brasil, prevendo a elaboração de projetos executivos, execução de sinalização horizontal e de sinalização vertical e a instalação de dispositivos de segurança, além da manutenção e reposição no caso de vandalismo, furto ou danos, com um prazo de 36 meses para atender todos os 9.965,43 quilômetros contemplados.

“Vamos investir R$ 412 milhões no Proseg Paraná ao longo dos próximos anos, reduzindo os acidentes nas rodovias estaduais, bem como a gravidade dos acidentes que ainda ocorrerem, preservando vidas”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

REGIÕES - Este ano também foram assinados os contratos de conservação de 307,56 quilômetros de rodovias na região Noroeste, e 193,27 quilômetros na região Oeste, em substituição a contratos antigos que não estavam em andamento, um investimento de R$ 99.903.700,88.

Com o término próximo de alguns contratos do Cremep e COP, o DER/PR também iniciou a licitação de mais serviços de conservação. Na região Central do Estado e no Centro-Sul está em andamento uma licitação em dois lotes que prevê investimento de R$ 55,33 milhões para atender 520,25 quilômetros de rodovias.

E com o encerramento dos pedágios do Anel de Integração, o DER/PR já contratou a conservação das rodovias estaduais antes pedagiadas, até o início do novo programa federal de concessões rodoviárias, um investimento de R$ 93,49 milhões. Também está licitando a contratação de serviços de guinchos para atender as rodovias estaduais e federais que deixaram de ser concedidas, um investimento estimado em R$ 99,73 milhões.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM