ESPORTES

Especulado no Manchester United, atacante do River Plate supera Gabigol e é eleito Rei da América
Julián Álvarez não brilhou na Libertadores, mas teve papel chave na conquista da Superliga Argentina com o River Plate. Gabigol ficou com o 2º lugar e Gustavo Gómez na 3ª posição


(Divulgação/River Plate)

Especulado no Manchester United, Julián Álvarez, atacante do River Plate, superou Gabigol e foi eleito o Rei da América em eleição promovida pelo "El País" do Uruguai e composta por jornalistas esportivos de toda a América do Sul.

Apesar de não ter sido um dos protagonistas da equipe de Marcelo Gallardo na Libertadores, o camisa nove teve papel preponderante na conquista da Superliga Argentina pelo River Plate. Gabigol conseguiu garantir a 2ª colocação, enquanto o zagueiro Gustavo Gómez ocupou a 3ª posição.

Na atual edição da Superliga Argentina, o artilheiro anotou 18 gols em 21 partidas, além de ter contribuído com nove assistências. O jovem de 21 anos é tratado como uma das maiores promessas do continente.

Apesar do reconhecimento do Rei da América ter sido dado para Julián Álvarez, os clubes brasileiros dominaram a seleção da América do Sul em 2021 com nove jogadores presentes. Além disso, Abel Ferreira foi eleito o melhor técnico da temporada.

Veja o 11 ideal da América do Sul:
Weverton (Palmeiras); Byron Castillo (Barcelona-EQU), Gustavo Gómez (Palmeiras), Júnior Alonso (Atlético-MG) e Guilherme Arana (Atlético-MG); William Arão (Flamengo), Raphael Veiga (Palmeiras) e De Arrascaeta (Flamengo); Hulk (Atlético-MG), Gabigol (Flamengo) e Julián Álvarez (River Plate)

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM