DIVERSÃO

Catálogo de David Bowie é vendido à Warner Chappell por US$ 250 milhões

Os representantes legais do espólio fonográfico de David Bowie (1947-2016) venderam toda a obra do Camaleão do Rock à editora Warner Chappell por US$ 250 milhões (cerca de R$ 1,4 bilhão no cãmbio atual). As informações dos valores são da Variety.

O novo acordo inclui o direito de centenas de canções de David Bowie, bem como seus clássicos Space Oditty, Life on Mars?, Changes, Starman e Let's Dance, conforme foi divulgado em um comunicado oficial nesta segunda-feira (3).

"Todos nós da Warner Chappell estamos imensamente orgulhosos de que a propriedade de David Bowie nos escolheu para ser os zeladores de um dos mais catálogos inovadores, influentes e duradouros na história da música", celebrou Guy Moot, CEO da Warner Chappell. "Estas não são apenas canções extraordinárias, mas marcos que mudaram o curso da música moderna para sempre. A visão e o gênio criativo de Bowie o levaram a ir além, liricamente e musicalmente - escrevendo canções que desafiavam as convenções, mudou a conversa e se tornou parte do cânone da cultura global".

Agora, a Warner Chappel administrará as músicas de 26 álbuns de estúdio lançados por Bowie durante sua carreira, bem como o lançamento póstumo Toy. Além disso, os dois álbuns de sua banda Tin Machine, faixas de trilhas sonoras e outros projetos também estão incluídos no acordo.

"Estamos realmente gratos que o corpo musical de David Bowie agora estará nas mãos competentes da Warner Chappell Music Publishing. Temos certeza de que eles irão valorizá-lo e cuidar dele com o maior nível de dignidade", disse Allen Grubman, administrador do espólio fonográfico de David Bowie.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DIVERSÃO  |   26/01/2022 05h50





DIVERSÃO  |   25/01/2022 12h15


DIVERSÃO  |   25/01/2022 05h40