SAÚDE

Anvisa aprova registro e Brasil terá vacina 100% nacional
Decisão permite que o País produza todas as etapas do imunizante em território nacional.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira, 7, o registro do insumo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para produção da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca.

Com a decisão da Anvisa, o Brasil poderá produzir o imunizante, em todas as suas etapas, em território nacional. 

"Para essa decisão, a Anvisa avaliou os estudos de comparabilidade. Estes estudos demonstram que, ao ser fabricada no país, o insumo mantém o mesmo desempenho que a vacina importada" informou a agência em nota.

A vacina da AstraZeneca vinha sendo envasada no Brasil desde o início de 2021, mas com IFA importado da China. O acordo entre a fundação e a AstraZeneca previa a transferência de tecnologia para fabricação total no Brasil, mas o processo atrasou.

A previsão inicial era de que a Fiocruz estaria produzindo e distribuindo no Brasil as vacinas nacionais em agosto de 2021. Depois, em outubro.

Segundo a Fiocruz, houve um atraso na assinatura do contrato de transferência de tecnologia porque foi dada prioridade primeiro ao registro emergencial e depois ao registro definitivo da vacina na Anvisa. O contrato final de transferência foi assinado em junho.

* Com informações da Reuters





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM