GERAL

Bill Gates afirma que pandemias devem ser tratadas como ‘ameaças de guerra’

Através de sua carta anual da Fundação Bill e Melinda Gates, o bilionário Bill Gates reforçou que os países mais ricos devem destinar “dezenas de bilhões de dólares” como esforço conjunto para “evitar que as adversidades do ano passado voltem a acontecer”. O fundador da Microsoft ressalta que a preparação para uma pandemia “deve ser levada tão a sério quanto levamos ameaças de guerra”.

Segundo Gates, considerado a quarta pessoa mais rica do planeta, a verba deve ser aplicado nos campos de desenvolvimento científico, testes em massa e em um sistema global de alerta para pandemias, que inclui a criação de um time de profissionais de saúde especializado em identificar e conter doenças infecciosas.

Sobre o sistema de alerta, a ideia é que profissionais de saúde possam colher e enviar amostras de material para laboratórios específicos. Caso seja comprovada alguma relação com doenças infecciosas, uma equipe de primeiros socorros pode agir imediatamente.

O magnata também apresentou o que chamou de “megaplataformas de diagnóstico”, que se implementadas, podem conseguir testar 20% da população global em um espaço de sete dias. 

Para o bilionário, o planeta precisa elencar o quanto antes pelo menos 3 mil profissionais para esse time de contenção de pandemias, que vão passar parte do tempo analisando as melhores formas de responder contra novos surtos de doenças virais.

Por fim, a carta destaca que a previsão é de que serão necessários mais cinco anos até que novos tratamentos estejam disponíveis para responder rapidamente contra doenças virais, por isso a urgência em tratar novos surtos como o da Covid-19 como guerras.

Via: Forbes




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM