ESPORTES

Pai diz que Neymar ainda está na metade da carreira
Jogador do PSG e da Seleção brasileira vai completar 30 anos em 5 de fevereiro


Foto: Reuters

Neymar já sinalizou que a Copa do Mundo do Catar, em novembro e dezembro deste ano, deve ser a última que disputará. Mas Neymar pai pensa diferente. A considerar o que responsável pela gestão de sua imagem diz na série documental "Neymar o caos perfeito", disponível na Netflix, o jogador do PSG e da Seleção brasileira ainda vai ter mais sete ou oito anos de atividades dentro de campo.

"Ele está na metade da carreira", declarou o pai. "Tem mais sete, oito anos pela frente."

Neymar estreou nos profissionais em março de 2009, pelo Santos, quando tinha apenas 17 anos. Foi apontado pela mídia esportiva como o melhor jogador no futebol brasileiro na temporada seguinte. Seu nome chegou a estar bastante cotado para integrar o grupo da Seleção na Copa da África do Sul, em 2010. Mas o técnico Dunga preferiu não convocá-lo.

Em 2013, transferiu-se para o Barcelona, onde fez sucesso e se credenciou como o jogador mais badalado do futebol do Brasil para a Copa de 2014, na qual a Seleção fez um fiasco ao ser eliminada nas semifinais para a Alemanha - a tal goleada por 7 a 1 no Mineirão. Neymar não atuou naquela partida por causa de uma lesão nas costas, sofrida no jogo anterior, contra a Colômbia.

Em 2017, na maior transação da história do futebol, Neymar trocou o Barcelona pelo PSG e voltou a ser a principal aposta do Brasil para a Copa de 2018, na Rússia. Novamente, não teve sorte e até virou motivo para memes por causa de seu malabarismo no gramado toda vez que sofria uma falta mais dura.

Desde que chegou ao PSG, Neymar passou a conviver com seguidas lesões, o que o deixou fora de compromissos do clube e da própria Seleção. Isso tem se agravado a cada temporada, o que pode abreviar sua carreira, contradizendo a projeção feita por Neymar pai.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM