GERAL

Controladores da Gol e Avianca anunciam formação de grupo Abra
Negócio deve ser concluído no segundo semestre deste ano


Reuters

Os controladores da Gol e da colombiana Avianca anunciaram nesta quarta-feira (11) a formação de uma holding, sob a qual os dois grupos de aviação vão compartilhar a mesma plataforma de negócios.

O novo grupo, que tem expectativa de que o negócio seja concluído no segundo semestre deste ano, se chama Abra. Reúne operações de uma das maiores companhias aéreas do Brasil, Gol, e de um dos maiores grupos sul-americanos de aviação, Avianca, com operações na Colômbia, no Equador e em El Salvador e rotas para a América do Norte, Europa e América Central.

A nova empresa terá capital fechado e sediada no País de Gales, no Reino Unido.

O acordo foi assinado entre os principais acionistas da Avianca Holding, incluindo Kingsland International, Elliott International e South Lake One, e o veículo da família Constantino que controla a Gol. As companhias afirmaram que outros investidores financeiros vão aplicar até US$ 350 milhões na Abra.

A Gol e Avianca manterão operações independentes, enquanto "se beneficiam de maior eficiência e investimentos feitos pelo mesmo grupo controlador", segundo comunicado.

As ações da Gol subiam 3,6% às 10h48, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 1,5%.

Constantino de Oliveira Junior, atual presidente do conselho de administração da Gol e fundador da companhia aérea, será o presidente executivo da Abra. Roberto Kriete, cofundador da Avianca Holdings, comandará o conselho de administração.

Com as operações da Gol e Avianca sob um mesmo guarda-chuva, o Grupo Abra também deterá participação econômica não controladora na aérea Viva, na Colômbia e no Peru, e um investimento em dívida conversível, em fatia minoritária, na chilena Sky Airline.

"A operação não acarretará obrigatoriedade de realização de uma oferta pública de aquisição de controle para os acionistas minoritários da Gol, uma vez que não haverá alienação ou transferência do controle acionário", disse a companhia aérea brasileira.

Após o fechamento da operação, as partes firmarão acordo de acionistas da Abra, sendo que os Constantino e o grupo de investidores da Avianca serão co-controladores da holding.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM