ESPORTES

Edenilson reafirma acusação de injúria racial: "Certeza do que ouvi"
Jogador do Internacional afirmou que gostaria de receber um pedido de desculpa de Rafael Ramos, do Corinthians


Foto: Pablo Nunes / Gazeta Press

O meio-campista Edenilson, do Internacional, foi enfático na noite desta terça-feira, no Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre, ao reafirmar que foi vítima de injúria racial no último final de semana, pelo lateral-direito Rafael Ramos, do Corinthians. O Colorado venceu o Independiente Medellín nesta noite por 2 a 0, com dois gols do meio-campista, pela Sul-Americana.

"Sou pai de família, tenho certeza que ele (Rafael) tem família que está em outro país. Esse é o meu jeito, tento ver bondade, não quis julgar, expor. Apenas quero que a verdade venha. Foi o que aconteceu foi o que eu ouvi. Quero que as autoridades resolvam. Não quero fazer um vitimismo, só quero que a verdade venha, se ela realmente vier. Tenho certeza do que ouvi, isso não muda, não volta atrás", iniciou o jogador em coletiva de imprensa nesta noite.

  "Fui bastante julgado, chamado de mentiroso, surdo. Bem complicado os fatos serem distorcidos. As imagens estão ali para ser analisadas. A única coisa que espero é que não me julguem, não quis dar entrevista (no sábado) para respeitar a carreira do rapaz, assim como não entendi o porquê do xingamento. Queria ouvir um pedido de desculpas, que assumisse o erro, e a gente fosse no delegado, se teria uma pena menor caso assumisse a culpa. Mas estou aqui no Inter há cinco anos. Eles me deram força, me ajudaram a focar no jogo, esquecer, me divertir".





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM