REGIÃO

Com R$ 13,7 milhões, Estado vai erguer nova sede da Polícia Científica em Ponta Grossa


Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Uma demanda antiga da comunidade de Ponta Grossa vai ganhar solução definitiva. O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta segunda-feira (30), em visita à cidade dos Campos Gerais, o convênio para a construção da sede da Polícia Científica (Instituto de Criminalística e Instituto Médico Legal) e de um Centro de Anatomia para aulas e pesquisas desenvolvidas nos cursos da área da saúde da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Ele também anunciou o repasse de R$ 14,7 milhões para a pavimentação de vias urbanas.

A estrutura será erguida no Câmpus Uvaranas, com investimento do Governo do Estado de R$ 13.792.084,61 e prazo de execução de 18 meses.

"É uma área muito importante para o Estado, e com um projeto inovador. Pela primeira vez teremos um IML dentro de uma universidade. São quase R$ 14 milhões para investimento em um prédio supermoderno, que além do serviço de medicina legal vai ajudar na formação de profissionais", destacou o governador.

Estado investe em parques urbanos para evitar erosão e ofertar lazer em 60 municípios

Ratinho Junior lembrou que a nova edificação vai melhorar consideravelmente as condições de trabalho para Polícia Científica no município. "É um acerto com o passado, resolvendo o que era um problema crônico da cidade. Resolvemos de vez a situação da Polícia Científica de Ponta Grossa e região", afirmou.

"Ter um IML em condições de atender a população era um dos grandes sonhos de Ponta Grossa", completou a prefeita do município, Elizabeth Schmidt.

Desde agosto de 2018, as necrópsias e exames vinham sendo realizados em um espaço provisório, em anexo ao Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais. A estrutura foi erguida porque o prédio-sede, no bairro Nova Rússia, havia sido interditado para a realização de obras em um muro que ameaçava cair. Em 2020, uma empresa foi contratada, via licitação, fez a demolição do muro e ajustes no terreno. Agora, o antigo espaço no bairro Nova Rússia vai dar lugar a um complexo moderno, capaz de unificar todas as atividades da Polícia Científica.

Nos 55 anos de Santa Helena, governador destaca investimentos do Estado no Oeste

"Essa era uma demanda antiga da cidade de Ponta Grossa que nós estamos resolvendo de uma maneira inovadora, integrando a Polícia Científica e a medicina legal ao Câmpus da UEPG. Isso vai dar mais agilidade ao trabalho e quem ganha com isso é a sociedade de Ponta Grossa", ressaltou o secretário de Estado da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

"É um momento de alegria estar aqui para resolver duas grandes demandas. Uma delas gigante, histórica, que é a sede do IML e da Polícia Científica de Ponta Grossa. A outra é conciliar isso com a universidade através do Centro de Anatomia. A orientação do governador Ratinho Junior é para que haja colaboração entre os órgãos públicos para atender da melhor maneira possível a população. Esse é o Estado que trabalha e cuida", acrescentou o superintendente-geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

Paraná contrata monitores de ressocialização e prepara nova seleção para unidades prisionais

"É uma conquista histórica que vai ao encontro da filosofia da universidade, que é derrubar os muros e se aproximar da comunidade", destacou o reitor da UEPG, Miguel Sanches Neto.

PROJETO - A nova edificação terá dois pavimentos, totalizando 2.818,49 metros quadrados. O térreo contará com uma área total de 2.658,60 metros quadrados e abrigará a unidade de Polícia Científica e o Centro de Anatomia da UEPG. Já o pavimento superior, com 161,89 metros quadrados, será de uso compartilhado.

A estrutura será composta por áreas de atendimento ao público, salas administrativas, protocolo e custódia de vestígios, consultórios, salas de exames, salas de necrópsia, câmara fria, alojamentos e convivência, e salas de apoio técnico. O Centro de Anatomia terá salas de aula, auditório, refeitório, salas administrativas e salas de apoio técnico.

"Não é só um avanço na questão arquitetônica, predial, mas um avanço de conceito, com a medicina legal integrada à academia. A estrutura permitirá a chegada de novos equipamentos que ainda não existem em Ponta Grossa. Agora, além de fazer perícia, vamos fazer ciência", comentou o diretor-geral do Instituto Médico Legal do Paraná (IML-PR), André Ribeiro Langowski.

Com novos copilotos e avião apreendido, PCPR reforça suas operações aéreas

PRESENÇAS - Participaram do evento os secretários estaduais Fernando Furiatti (Infraestrutura e Logística), Augustinho Zucchi (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e César Neves (Saúde); o deputado federal Sandro Alex; o deputado estadual Rodrigo Estacho; o vice-prefeito de Ponta Grossa, Saulo Hladyszwski; o presidente da Câmara Municipal, Daniel Fraccaro; o diretor-geral da Polícia Científica, Luiz Grochocki; além de lideranças políticas e empresariais da região.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REGIÃO  |   02/07/2022 20h23





REGIÃO  |   02/07/2022 18h22