POLÍTICA

Bolsonaro tira mais folgas do que Lula e Dilma, diz jornal
Levantamento realizado pelo jornal Folha de S.Paulo aponta que o presidente também teve 48 dias úteis sem nenhum compromisso oficial

Durante os quase três anos e meio de mandato, o presidente Jair Bolsonaro (PL) já tirou mais dias de folga do que os seus antecessores Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Roussef (PT). Bolsonaro 'folgou' em 15 ocasiões, no mesmo período de sua primeira gestão, Lula folgou três vezes e Dilma sete.

Segundo levantamento realizado pelo jornal Folha de S.Paulo, o presidente embarcou 11 vezes para o Forte dos Andradas, na cidade de Guarujá (SP), três vezes para Forte Marechal Luz (SC) e uma vez para a base naval de Aratu (BA). A maior parte dessas férias e feriadões foram realizadas em 2020 - auge da pandemia da covid-19 no Brasil.

Bolsonaro também teve 48 dias úteis sem nenhum compromisso oficial, já descontados os dias em que ele passou internado em decorrência de cirurgias e tratamentos médicos. Em outros 69 dias úteis, só houve compromissos após o meio-dia.

Os jogos de futebol também estão entre as atividades apreciadas pelo presidente. Em ao menos 15 ocasiões ele já esteve presente em camarotes, de jogos da Seleção Brasileira e grandes disputas dos campeonatos nacionais, por exemplo.

As motociatas lideradas pelo presidente, geralmente em dias de semana, já somam mais de 30. O uso de dinheiro público para a realização desses atos também já foi alvo de protestos. Em abril, o governo do Estado de São Paulo informou que o reforço de policiamento para garantir segurança ao evento custaria R$ 1 milhão aos cofres públicos.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   03/07/2022 14h14





POLÍTICA  |   03/07/2022 06h08


POLÍTICA  |   01/07/2022 22h13