REGIÃO

Operação integrada prende suspeito de envolvimento em roubos a bancos


Foto: SESP-PARANÁ

Uma operação integrada entre policiais civis, militares e federais prendeu um suspeito de integrar uma quadrilha de roubos a bancos. A ação ocorreu na noite de sexta-feira (17), em Ivinhema, no centro-oeste do Mato Grosso do Sul (MS). O homem, que estava foragido há quase quatro anos, já possuía três mandados de prisão e usava um nome falso. Ele ainda responde a inquéritos por tráfico de drogas e crimes violentos contra o patrimônio.

A operação foi coordenada pela Secretaria da Segurança Pública do Paraná (Sesp) e contou com o apoio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e da Secretaria da Justiça e Segurança Pública do Mato Grosso do Sul. Participaram da ação policiais militares e civis do Paraná, policiais militares do estado vizinho e ainda policiais federais lotados no estado sul matogrossense.

Batalhão de Polícia Rodoviária reforça fiscalização nas estradas no Corpus Christi
Polícia Militar lança Operação Pronta Resposta Campos Gerais

FORÇA-TAREFA - "A partir de agora, uma das diretrizes, para a nova Força-tarefa de Segurança Pública da Sesp, que será criada em breve, será a localização e prisão de alvos estratégicos para o combate ao crime organizado no Paraná, em colaboração com as forças federais e todos os demais estados. Esta ação integrada é um prenúncio do que será o trabalho da Força-tarefa", destacou o secretário da Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.

Policiamento comunitário da PM chega a seis cidades do Interior

A abordagem tática feita pelos policiais ocorreu no município do MS após uma série de investigações por parte das instituições. "Este homem vinha sendo monitorado há muito tempo e prendê-lo faz parte de uma sistemática da Sesp de tirar das ruas criminosos de alta periculosidade, com relevância para organizações criminosas do tráfico de drogas que têm atuação nacional", explicou o coordenador da operação capitão Gilberto Kummer.

O homem preso é natural de Paranavaí e se apresentava com nome falso. "Temos informações de que ele tem participação e até coordenação na distribuição de drogas na região noroeste do Paraná, tendo função relevante em uma organização criminosa", contou Kummer.

63% dos municípios paranaenses não tiveram homicídios no primeiro trimestre de 2022

O criminoso havia fugido da Penitenciária Estadual de Piraquara, em setembro de 2018, juntamente com outros 28 presos.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REGIÃO  |   02/07/2022 20h23





REGIÃO  |   02/07/2022 18h22