REGIÃO

Publicado edital de recuperação da ponte pênsil de Ribeirão Claro


Foto: DER-PARANÁ

Foi publicado nesta semana o edital da obra de recuperação estrutural e manutenção da Ponte Pênsil Alves de Lima, localizada sobre o Rio Paranapanema, em Ribeirão Claro, no Norte Pioneiro. A publicação foi feita pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) no Diário Oficial e no portal Compras Paraná.

A obra de arte especial (nome técnico), utilizada principalmente para travessia de pedestres entre Paraná e São Paulo, foi parcialmente destruída por um incêndio em novembro de 2020, estando atualmente interditada. Ela tem 152,15 metros de extensão (dos quais 38 metros foram incendiados), e largura de 5,4 metros, sendo 2,9 metros de pista.

O tabuleiro da ponte é de madeira e dividido em sete partes, sendo seis apoiadas em pilares e uma parte pênsil, sustentada por cabos de aço apoiados em duas torres. Ela foi tombada como bem cultural de interesse histórico-tecnológico em 2001.

O edital da obra prevê a recuperação da área atingida pelo incêndio, com remoção e substituição das peças destruídas, e manutenção do restante da ponte, com tratamento e impermeabilização da madeira, pintura das partes metálicas com material anticorrosivo, pintura das estruturas de concreto com nata de cimento, e substituição das peças de madeira fora de conformidade.

O valor estimado para realização dos serviços é de R$ 1.086.397,57, com prazo de execução de 90 dias após assinatura de contrato e emissão de ordem de serviço.

ENVELOPES - A licitação acontece na modalidade Concorrência Pública, em que o vencedor é definido pela proposta de preço mais vantajosa à administração pública e pela habilitação dos documentos exigidos. O público em geral e as empresas interessadas podem consultar o edital e seus anexos no portal Compras Paraná, com a identificação de processo 52/2022. A abertura dos envelopes com propostas de preços está marcada para as 14h do dia 09 de agosto, no auditório do DER/PR em Curitiba, com transmissão ao vivo pela internet.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM