ECONOMIA

Petrobras reduz em 4,9% preço da gasolina a partir de quarta-feira
É a primeira redução feita petroleira desde dezembro de 2021 e, na prática, retoma o preço médio das refinarias praticado entre maio e junho

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira, uma redução do preço médio da gasolina vendida para as distribuidoras, de 4,06 reais o litro para 3,86 reais, passando a valer a partir de quarta-feira.

O reajuste representa uma queda de 4,9% nos preços. É a primeira redução feita petroleira desde dezembro do ano passado e, na prática, retoma o preço médio das refinarias praticado entre maio e junho.

O último reajuste para o combustível foi em 18 de junho, com aumento de 5,18%.

Em comunicado, a Petrobras disse que a redução acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, "que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina".

Segundo a Petrobras, a medida é coerente com a prática de preços da empresa, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas também repassar para os preços internos a volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio.

A estatal afirmou ainda que, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A (pura) e de 27% de etanol anidro para a composição da gasolina, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará, em média, de 2,96 reais para 2,81 reais a cada litro vendido na bomba.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM