ESPORTES

Atletas da UEM são campeãs mundiais de Karatê-Dô Tradicional
Competição ocorreu no começo do mês, em Curitiba, e durou uma semana

Composta por sete atletas, a equipe da Universidade Estadual de Maringá (UEM) conquistou duas medalhas de ouro, duas de prata e um bronze no 5th World ITKF Traditional Karate Interclubs Cup e 20th World ITKF Traditional Karate Champioship, disputados de 2 a 8 de dezembro, no ginásio da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná, em Curitiba.

A competição reuniu a eelite dos atletas mundiais de Karatê Tradicional na capital do Estado e a delegação da UEM foi composta pelos atletas Rachel Cardoso Faxina, Beatriz Bassiga, Simone Xander, Caio Pietrowski Barbizan, Marcos Valeze, Enzo Matsumoto dos Santos, Eduardo Zanon e pelo árbitro Marcelo Alessandro Pereira.

Eles foram inscritos por meio do Instituto Hagakure e Instituto Shinka e se juntaram à delegação brasileira convocada para representar o Brasil e a UEM no evento, organizado pela International Traditional Karate Federation (ITKF) em conjunto com a Confederação Brasileira de Karatê-Dô Tradicional (CBKT).
 

O Campeonato Mundial reuniu atletas de 30 países e foi um dos melhores campeonatos já realizados pela ITKF. A competição teve cursos técnicos e de arbitragem e três dias de disputas intensas. Entre as Federações, na classificação Geral o Brasil sagrou-se campeão mundial, seguido pela Itália, vice campeã, e pela Romênia, que ficou com o bronze.

Completaram o Pódio República Tcheca e Portugal, quarto e quinto lugares respectivamente. No Interclubes, a campeã geral foi a Academia Bodhi Dharma, de Curitiba, seguida pela Academia Pestana, do Rio de Janeiro, vice campeã, e a Academia Souza de , que ficou com o terceiro lugar.

Também subiram ao pódio a academia Shobukan, do Rio Grande do Sul, e a Academia Machida, do Pará. O Instituto Hagakure, da UEM, com apenas sete atletas, ficou com o 9º lugar na classificação geral, 4º lugar na classificação de Kata Feminino e 5º lugar na classificação feminino geral.

Os atletas da UEM conquistaram dois ouros, duas pratas e um bronze. A atleta da UEM, Rachel Cardoso Faxina, faixa preta shodan, participou de duas modalidades nas categorias faixas marrom e pretas 18-21 anos, sendo campeã mundial interclubes de Kumitê e vice campeã mundial interclubes de Kata.

Beatriz Bassiga, faixa preta shodan, concorreu em duas modalidades nas categorias faixas marrom e pretas 18-21 anos e se sagrou campeã mundial interclubes de Kata. A atleta Simone Xander, faixa marrom, participou de uma modalidade na categoria Kata faixas marrom e pretas 35-44 anos e foi vice campeã mundial interclubes de Kata.

Eduardo Zanon, faixa marrom, disputou duas modalidades na categoria faixas marrom e pretas 22-34 anos obtendo o bronze no Mundial Interclubes de Kumitê. Marcelo Alessandro Pereira, faixa preta Sandan, arbitrou durante os dois eventos e foi um dos selecionados para atuar nas finais da competição entre os 60 árbitros que participaram do evento. Os Atletas Enzo Matsumoto, Caio Barbizan e Marcos Valeze tiveram um ótimo desempenho no evento.

Coordenador do Projeto de Karatê da UEM, Marcelo Alessandro Pereira avaliou: “A UEM conquistou um brilhante resultado nesse Mundial, ficamos em nono lugar com apenas sete atletas, entre 43 associações que participaram do evento. Em quarto lugar na classificação de Kata Feminino, uma conquista incrível”.

O projeto de Karatê da UEM entra de férias no dia 21 de dezembro e retorna no dia 10 de janeiro de 2020. Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas na página ou pelo telefone da secretaria da Coordenação de Desportos e Recreação (CDR), 3011-4314.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ESPORTES  |   12/05/2021 11h19


ESPORTES  |   12/05/2021 11h12


ESPORTES  |   10/05/2021 19h29