GERAL | Caso Mago

Morte da bailarina; polícia encaminha para delegacia suspeito para prestar depoimento

A polícia civil de Mandaguari com o apoio da Divisão de Homicídios de Maringá, segue investigando a morte da Bailarina Maringaense Maria Glória Poltronieri Borges de 25 anos. Hoje no período da tarde, os dois delegados (Dr.Neri Zoroastro e Dr.Elias Almeida) que estão chefiando as investigações, colheram depoimentos de familiares da vítima. Inclusive na hora que a mãe da Bailarina prestava depoimento, ocorreu uma queda de energia no prédio da Delegacia de Homicídios de Maringá.

Por conta deste incidente, os depoimentos foram colhidos em uma outra estrutura da Polícia Civil, mais precisamente no prédio da corregedoria que fica situado no Jardim Alvorada, zona norte da cidade.

NOVIDADE

A novidade que surgiu na tarde desta terça-feira (28), é que um suspeito teria sido conduzido até uma delegacia da região para prestar depoimento, mas após ser ouvido, essa pessoa foi liberada.

Porém a autoridade policial responsável pelo trabalho investigativo, trata o caso com muita cautela e não passou mais detalhes, até mesmo para não atrapalhar as investigações. Mas o delegado Zoroastro Neri, afirmou que houve um avanço no trabalho investigativo.

Com informações Plantão Maringá




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM