POLÍTICA

Documentário “Democracia em Vertigem” presta desserviço, diz Moro
Em entrevista ao canal de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ministro criticou o filme por criar uma falsa conexão entre a Lava-Jato, o impeachment e a eleição de Jair Bolsonaro

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse que o documentário “Democracia em Vertigem”, que recentemente concorreu ao Oscar, prestou um desserviço aos fatos”.

Em entrevista ao canal do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Moro disse que a cineasta Petra Costa foi honesta ao deixar claro que é simpatizante do PT, mas que o filme apresenta uma versão deturpada do processo.

O ministro disse, por exemplo, que as manifestações populares a favor do impeachment, “as maiores desde a campanha das Diretas”, foram abordadas de forma tímida.

Ele também acusa o documentário de construir uma conexão inexistente entre a Lava-Jato, o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República. “São coisas dissociadas”, afirmou Moro.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   03/12/2021 17h29





POLÍTICA  |   03/12/2021 04h30


POLÍTICA  |   02/12/2021 06h24