REGIÃO

Câmera de segurança registra momento em que jovem é morto em Sarandi





A polícia civil da cidade de Sarandi, tenta o quanto antes identificar a dupla de criminosos que na tarde desta terça-feira (25), executou Gabriel Scarpini de 24 anos. A execução foi filmada por uma câmera de segurança instalada em um estabelecimento comercial.

As imagens mostram a frieza dos assassinos. Na hora da execução, um dos atiradores chega chutar a cabeça da vítima.



DETALHES DA EXECUÇÃO

Gabriel Scarpini de 24 anos, foi executado neste feriado de carnaval (terça-feira/25), na cidade de Sarandi. O crime ocorreu defronte há um lava jato situado na Avenida Cuiabá, no Jardim Ana Elisa. A vítima havia acabado de chegar no local, e conversava com um rapaz, quando foi surpreendido pelos seus algozes. Pelo que foi apurado no local da execução, através dos órgãos competentes, os atiradores ocupavam um veículo a princípio modelo GM Agile na cor branca. Um segundo veículo, possivelmente um Chevrolet Corsa de cor escura ocupado por alguns indivíduos, dava cobertura aos criminosos. Eles teriam passado na frente do comércio e minutos depois retornaram ao local e cometeram o homicídio. Na sequência fugiram em alta velocidade tomando rumo ignorado.

O socorro foi acionado, porém o rapaz que já contava com diversas passagens pela polícia, teve morte instantânea. Na cena do crime foram recolhidas cápsulas deflagradas de pistola calibre 09 milímetros. Por muito pouco, outras pessoas não foram alvejadas. Alguns dos disparos acertaram as paredes e portas de dois estabelecimentos comerciais. Um tiro acertou a geladeira de uma marmitaria. Testemunhas relataram a polícia que os atiradores estavencapuzados.

Agentes da Guarda Municipal e Policiais Militares isolaram a área para que uma perita do Instituto de Criminalística, realizasse todos os levantamentos possíveis inclusive a coleta de algumas imagens que foram capturadas por câmeras de segurança, instaladas em estabelecimentos comerciais das proximidades. Adriano Garcia, delegado da cidade, compareceu na cena do homicídio.

A autoridade policial estava acompanhada de um agente que já iniciou o trabalho investigativo entorno deste caso. No ano de 2016, o rapaz assassinado já havia sofrido um atentado à tiros. Naquela ocasião ele foi alvejado por um disparo nas costas e sobreviveu. Hoje ele não teve a mesma sorte e veio a óbito no local.

Com informações de Plantão Maringá




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM