GERAL

Operação da PF prendeu três pessoas no Paraná suspeitos de participar de esquema de contrabando de carros
Investigados são suspeitos de licenciar veículos esportivos de luxo da Europa, no Paraguai e, depois, revendê-los ou utilizá-lo no Brasil, onde circulavam com placas paraguaias. Alguns carros valem até R$ 2 milhões.




Veículos apreendidos valiam mais de R$ 2 milhões cada um, diz PF — Foto: RPC Maringá

Três pessoas foram presas pela Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira (8), em Maringá e em Cândido de Abreu, no Paraná, em uma operação que mira o contrabando de veículos de luxo superesportivos. A operação foi batizada de Super Trunfo.

Conforme as investigações, que duraram aproximadamente dois anos, os presos são suspeitos de licenciar veículos esportivos de luxo da Europa, no Paraguai e, depois, revendê-los ou utilizá-lo no Brasil, onde circulavam com placas paraguaias.

Alguns dos automóveis adquiridos valem mais de R$ 2 milhões, de acordo com os policiais.

Além do contrabando, também são investigados os crimes de evasão de divisas, crimes fiscais e lavagem de dinheiro.

Além dos mandados, a Justiça determinou o bloqueio de veículos, bens imóveis e contas bancárias vinculadas aos investigados no total de R$ 15 milhões.

As investigações também apontaram a aquisição de outros automóveis de luxo no Brasil e diversos bens imóveis pagos mediante operações ilegais de câmbio conhecidas como dólar-cabo ou euro-cabo, onde eram realizadas transferências internacionais de valores mediante compensações, sem as normas do sistema financeiro nacional.

 


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM