REGIÃO

Candidato a prefeito em Maringá pode ser multado por afrontar ordem judicial



A coligação que apoia o deputado estadual Homero Figueiredo Lima e Marchese, do Pros, poderá receber multa de R$ 10 mil da Justiça Eleitoral por cada inserção irregular de propaganda na televisão. A determinação é do juiz Airton Vargas. da 154ª Zona Eleitoral, diante do “desrespeito e afronta a decisão judicial”.

Na semana passada, diante de reclamação da coligação Maringá Sempre à Frente, ele havia estabelecido que o candidato do Pros não utilizasse indevidamente o horário destinado aos candidatos a vereador, como vinha acontecendo. No entanto, desde segunda-feira as novas inserções continuam burlando a legislação, utilizando-se de subterfúgios.

Ontem, o juiz mandou notificar novamente o candidato para que retifiquem os filmes das inserções da propaganda eleitoral na televisão para vereador “mediante supressão da imagem H entre as aparições de cada candidato e para que se abstenham de inserir quaisquer arranjos que de alguma forma lembrem a candidatura para o cargo de prefeito”, sob pena de multa cumulativa à coligação por cada inserção que vier a ser exibida no valor de R$ 10 mil”. A decisão vale a partir do mapa de mídia quye deve ser apresentado até as 14h de hoje.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM