ECONOMIA

Copel investe mais de R$40 milhões em Paranavaí e região



A Copel está realizando obras de reforço e automação no sistem­­a elétrico que abastece Paranavaí e as vizinhas Alto Paraná, Guairaçá e Tamboara.  A principal obra trata da ampliação da subestação do Jardim São Jorge, que opera em 138 mil volts. A unidade terá a capacidade de atendimento ampliada com a instalação de um novo transformador e a atualização tecnológica nos equipamentos. Os trabalhos têm conclusão prevista para este ano e irão absorver investimentos de R$14,2 milhões.

A subestação receberá ainda novas interligações ao sistema elétrico, garantindo maior flexibilidade operacional ao sistema e reduzindo cada vez mais o risco de grandes desligamentos. Duas linhas de subtransmissão deverão fazer a conexão com a subestação Paranavaí Norte, em construção pela empresa Aliança Interligação Elétrica (AIE), com previsão de energização para agosto de 2021. Uma terceira linha interligará a subestação da Copel a Loanda, também na tensão de 138 mil volts. As três linhas somam um investimento da ordem de R$18 milhões.

Outra frente de ações para a expansão e melhoria no fornecimento de energia para a região é o investimento na construção de novas redes de distribuição e na troca de cabos convencionais por fiação mais robusta e protegida de toques acidentais de galhos de árvores. Os empreendimentos em construção na região incluem três novos circuitos alimentadores em Paranavaí, além de duas importantes redes de interligação com municípios vizinhos. Um deles alimenta a nova estação de chaves de Guairaçá, na tensão de 34,5 mil volts, funcionando como fonte principal para o abastecimento da cidade. O segundo interliga o distrito de Sumaré a Alto Paraná, na mesma tensão.

 A ampliação dos circuitos de distribuição é acompanhada de um processo de automação das redes, somando um investimento de aproximadamente R$10 milhões. O objetivo destas obras é reduzir os trechos afetados por desligamentos acidentais, e agilizar o retorno da energia, no caso de eventuais interrupções no fornecimento.

 
AUTOMAÇÃO – Paranavaí recebeu, no ano passado, 11 religadores monofásicos e 16 religadores trifásicos de rede. Estes equipamentos atuam de forma automática quando há alguma interferência externa que ameaça interromper a condução da energia elétrica pela fiação. No caso dos religadores trifásicos, permitem ainda identificar mais rapidamente a localização da falha, recompondo automaticamente o fornecimento às regiões afastadas do núcleo originário da interrupção. Para 2021, a previsão é de que outros 117 religadores monofásicos e trifásicos sejam instalados.

 PARANÁ TRIFÁSICO – Paranavaí e outros 13 municípios da região receberam, em 2020, obras do programa Paraná Trifásico, que está tornando mais robusta a espinha dorsal da rede elétrica nas áreas rurais do Estado. Foram construídos 145 quilômetros de rede trifásica na região, que engloba Atalaia, Guairaçá, Nova Esperança, Paranacity, Paranapoema, Presidente Castelo Branco, Querência do Norte, Santa Cruz do Monte Castelo, Santa Isabel do Ivaí, Santa Mônica, São Jorge do Ivaí, São Pedro do Paraná e Uniflor. Outros 219 quilômetros já estão em construção, nestes municípios, e também em Loanda e Marilena.


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ECONOMIA  |   20/01/2021 14h00





ECONOMIA  |   20/01/2021 12h00