MARINGÁ

Motoristas do transporte coletivo de Maringá estão de braços cruzados nesta segunda, 8



Os motoristas do transporte coletivo de Maringá e de parte das linhas metropolitanas cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira, 8. Eles alegam que a empresa não fez o pagamento integral do salário de janeiro e por isso, iniciaram o movimento. Nas garagens das empresas Transporte Coletivo Cidade Canção e Transporte Coletivo Cidade Verde, houve um movimento para evitar que os ônibus saíssem.

No terminal urbano, nas primeiras horas da manhã, nenhum ônibus foi visto circulando. O sindicato que representa os trabalhadores diz que aguarda uma reunião com o prefeito Ulisses Maia no período da tarde. Durante a manhã, secretários municipais concederam uma entrevista coletiva. A prefeitura notificou já na manhã de hoje, a empresa. Segundo a comissão de secretários e diretores é inaceitável começar dia de trabalho sem ter transporte coletivo para os trabalhadores.

A empresa não cumpriu lei sobre manter 30% da frota operando e isso pode configurar quebra de contrato. Na semana passada, o prefeito Ulisses Maia publicou em sua página no Facebook, uma postagem cobrando a empresa – para que regularize a situação dos funcionários. A empresa alega dificuldades financeiras. No decorrer do dia, mais informações.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   19/04/2021 14h00





MARINGÁ  |   19/04/2021 08h19