MARINGÁ | Transporte Público

Vereadores acenam com reavaliação de contrato com TCCC



O dia hoje (8) foi de reuniões com secretários municipais sobre a greve dos motoristas da Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC). Numa delas, realizada à tarde na Câmara de Vereadores, foram analisadas diversas situações. Como a reavaliação ou rompimento do contrato de concessão do transporte coletivo, o que pode acontecer se contrato for rompido, validade das reivindicações da empresa, a realização de um contrato emergencial com outra companhia, entre outros. 

No geral, vereadores caracterizaram situação como preocupante e que comunidade não pode ser prejudicada com a continuidade da greve. Assunto voltará a ser debatido na sessão do Legislativo amanhã (9) de manhã. Presidente Mário Hossokawa disse que espera uma solução rápida para evitar maiores problemas para a população. 

O dia começou sem ônibus do transporte coletivo em Maringá, com paralisação de 100% da frota da TCCC. Houve uma entrevista coletiva no Paço Municipal com a comissão da prefeitura atendendo a imprensa. Em seguida a prefeitura entregou duas notificações para a TCCC que foram recebidas e assinadas pelo diretor Roberto Jacomelli. Uma delas pede informações sobre situação econômica da companhia. E a outra sobre como está o serviço e pelo cumprimento da lei para manter pelo menos 30% da frota circulando para não prejudicar a população. Também houve uma reunião com o Sindicato dos Trabalhadores em Veículos Rodoviários de Maringá (Sinttromar). 

Participaram da reunião no Legislativo a comissão da prefeitura e 13 vereadores: Ana Lúcia, Mário Hossokawa, Mário Verri, Delegado Luis Alves, Alex Chaves, Paulo Biazon, Rafael Roza, Christian “Maninho”, Sidney Telles, Cris Lauer, Onivaldo Barris, Dr Manoel Sobirnho e Flávio Mantovani. 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   16/04/2021 18h35





MARINGÁ  |   16/04/2021 08h14


MARINGÁ  |   16/04/2021 08h12