MARINGÁ | Educalçao

Maringá mantém retorno das aulas no formato híbrido em 18 de fevereiro na rede municipal



Apesar da mudança na rede estadual, a Prefeitura de Maringá manteve o retorno das aulas no modelo híbrido na rede municipal para 18 de fevereiro. Na terça-feira (9/2), a secretária de Educação de Maringá, Tania Corredato Periotto, apresentou para a Frente Parlamentar de Educação da Câmara de Vereadores o plano de contingência da volta às aulas nas escolas municipais e garantiu que a estrutura está pronta para o retorno.

No mesmo dia, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte adiou o início das aulas no modelo híbrido para 1º de março na rede estadual. Apesar disso, o ano letivo começará efetivamente no dia 18 com um grande reforço escolar na rede estadual de ensino, revendo conteúdos prioritários apresentados aos alunos no formato online em 2020.

De acordo com informações da prefeitura, a secretária repassou aos vereadores detalhes sobre o plano de contingência. Ela também disse que houve a formação de 5.178 servidores, realizada por meio de live com orientações sobre uso dos EPIs, cuidados, evolução da covid-19 e formas de contágio. “As orientações técnicas foram conduzidas por especialistas da saúde e da educação.”

A comissão de vereadores que forma a Frente Parlamentar de Educação da Câmara é composta pelos vereadores Mario Verri (PT), Professora Ana Lúcia (PDT) e Onivaldo Barris (PSL). Eles também ouviram representantes do Sindicato Estabelecimentos Particulares de Ensino do Noroeste Paraná (Sinepe/NOPR) sobre a volta às aulas nas escolas particulares.

Tânia Periotto informou que as escolas da rede municipal estão convidando os pais para explicar como será o retorno das aulas. Eles não são obrigados a levar os filhos para aulas presenciais. Existe a possibilidade de continuar com as atividades remotas.

Quando optam pelas aulas presenciais, os pais têm que assinar um termo de responsabilidade em que se comprometem a informar, ao longo do período letivo, se o filho tem sintomas da Covid-19, como febre e tosse, a enviar a criança com máscara limpa e que respeitarão os horários de chegada e saída. As crianças receberão duas máscaras para fazer a troca.

As atividades diárias serão normais com permanência dos alunos durante quatro horas nas escolas e Cmeis. Nos Cmeis, o horário para recepção dos alunos será das 7 às 8 horas, com escalonamento organizado pela instituição para evitar aglomeração. A saída também será escalonada e organizada pelos próprios centros.

Com relação às escolas, o horário de entrada é às 7h30 com saída às 11h30 de manhã e das 13h às 17h no período da tarde. Tanto nas escolas quanto nos Cmeis, as refeições como café da manhã e da tarde e almoço serão servidas de forma escalonada para evitar aglomeração nos refeitórios. Confira aqui perguntas e respostas sobre a volta às aulas na rede municipal. 

Veja horários dos Cmeis e escolas

Cmeis – Matutino:
Abertura dos portões: 7 horas
Fechamento: 7h30 horas
Refeições: café da manhã e almoço

Cmeis – Vespertino:
Abertura dos portões: 13 horas
Fechamento: 13:30 horas
Refeições: lanche da tarde

Escolas – Matutino:
Abertura dos portões: 7 horas
Fechamento: 7h30 horas
Refeições: café da manhã e almoço

Escolas – Vespertino:
Abertura dos portões: 13 horas
Fechamento: 13h30
Refeições: lanche da tarde




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   16/04/2021 18h35





MARINGÁ  |   16/04/2021 08h14


MARINGÁ  |   16/04/2021 08h12