MARINGÁ

Vinis, eletrônicos, barracões, móveis e até títulos honoríficos. Veja alguns itens de O Diário que serão leiloados



Os bens de O Diário serão leiloados em duas rodadas a partir de março. Ao todo, são 89 lotes que serão vendidos para quitar principalmente as dívidas trabalhistas acumuladas nos últimos anos pelo extinto grupo de comunicação – que já foi um dos maiores do Paraná. A primeira rodada está programada para acontecer no dia 15. A segunda, será quinze dias depois, 30 de março com os lotes que não forem comercializados – com 50% do valor de avaliação.

Dentre os itens que serão leiloados estão equipamentos eletrônicos, mobílias de diversos setores do jornal, aparelhos eletrônicos, de informática, peças para museu – como um telex que pode ser adquirido por R$ 800 (valor do lance inicial -, bobinas de papel que ainda estão no depósito, uma ‘discoteca’ que pertenceu a extinta Rádio Cultura AM (que integrava o grupo de comunicação) com mais de cinco mil discos de vinis e títulos concedidos ao ex-presidente do grupo Franklin Vieira da Silva (falecido no ano passado).

Silva obteve o título de cidadão benemérito de Maringá e uma comenda concedida ao empresário pelo ex-governador Beto Richa. Segundo reportagem do Café com Jornalista de Luiz Fernando Cardoso e do Metrô 376 de Luiz de Carvalho, os imóveis que serão leiloados estão avaliados em R$ 11 milhões. São dois prédios com frente para a Avenida Mauá, um deles com três andares e um barracão, com saída para a Avenida Horácio Raccanello. As estruturas somam 3.700 metros quadrados de área construída num terrero de 4.000 metros quadrados. Há ainda os bens móveis, avaliados em R$ 176 mil.Ao Metrô 376, o leiloeiro Werno Klöckner Júnior disse que o leilão deverá ser histórico, por conta das demonstrações de interesse.

Segundo o leiloeiro, tanto os prédios quanto os demais objetos poderão ser vistos pelos interessados, que poderão visitar as instalações nos dias 10, 11 e 12 de março. Para participar do leilão é necessário um cadastro prévio, que pode ser feito aqui.

O leilão acontece às vésperas de a falência de O Diário completar dois anos. Na época, a juíza de direito substituta Mariana Pereira Alcântara Magoga, da 1ª Vara Cível de Maringá, considerou que a editora vinha descumprindo regras da recuperação judicial.


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   16/04/2021 18h35





MARINGÁ  |   16/04/2021 08h14


MARINGÁ  |   16/04/2021 08h12