MARINGÁ

Prefeitura multa hospital e paciente por realizar cirurgia plástica em Maringá



Neste sábado, 27. O procedimento é uma cirurgia eletiva, ou seja, não emergencial, e está proibido pelo decreto lançado pelo Governo do Estado nesta sexta-feira, 26. De acordo com o decreto municipal 585/2021, a notificação pode se transformar em multa no valor de R$10 mil, a ser aplicada às pessoas jurídicas que descumprirem as medidas de enfrentamento.

O objetivo da proibição da realização de cirurgias estéticas é proporcionar que profissionais da saúde possam se dedicar aos pacientes com Coronavírus e liberar leitos de enfermaria e UTIs também para atendimento destes pacientes. “É um absurdo a cidade estar respeitando todas as medidas restritivas lançadas pelo decreto estadual, com tanto sacrifício, leitos de UTI 100% ocupados, e o hospital fazendo cirurgia plástica. Que difícil. Lamentável. Multamos o hospital. O médico e o paciente foram denunciados ao Ministério Público e ao CRM”, comentou o prefeito Ulisses Maia em sua página no Facebook.

O artigo 1º do Decreto 6983 diz que da zero hora de hoje, até às 5 horas do dia 8 de março de 2021, deverá ser suspenso “o funcionamento de serviços e atividades não essenciais em todo território, como medida de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia da Covid-19”. A medida segundo a prefeitura, é necessária, visto que o sistema de saúde de todo o estado está sobrecarregado com pacientes de Covid-19.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MARINGÁ  |   16/04/2021 18h35





MARINGÁ  |   16/04/2021 08h14


MARINGÁ  |   16/04/2021 08h12