ECONOMIA

Com incentivo do Estado, Renault anuncia investimento de R$ 1,1 bilhão



O Paraná vai receber uma nova série de investimentos da Renault do Brasil. A montadora pretende aplicar R$ 1,1 bilhão no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), até 2022. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (01) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em ato simbólico, no Palácio Iguaçu, com o presidente da montadora no País, Ricardo Gondo.

O valor será destinado para a renovação de veículos da atual portfólio da empresa de origem francesa e também na formatação de um motor 1.3 turbo, de três cilindros. A Renault estipula entregar ao mercado cinco novidades até a metade de 2022, além do lançamento de dois veículos elétricos. A empresa conta com o apoio institucional por meio do programa de incentivos fiscais do Estado.

“A Renault acredita no Paraná e no Brasil. Isso é mais geração de emprego no nosso Estado. Nos sentimos orgulhosos de participar de alguma maneira deste momento tão simbólico e importante para uma das maiores empresas do País e do mundo”, afirmou Ratinho Junior.

O governador lembrou que, mesmo em um ano marcado pela pandemia, o Paraná abriu 52.670 vagas de emprego em 2020. Esse foi o segundo melhor resultado do País, com apenas 380 contratações a menos do que Santa Catarina. O Estado foi responsável por 36,9% do resultado nacional no ano passado, que foi de 142.690 novas vagas.

“Superamos o deficit ocasionado pela crise sanitária e ainda conseguimos ter um saldo positivo. Esperamos que com a vacina tudo volte à normalidade e o Paraná possa continuar abrindo postos de trabalho e se desenvolvendo”, disse o governador.

INDÚSTRIA – Ratinho Junior ressaltou ainda o poder de recuperação da indústria paranaense. A produção no Estado fechou dezembro de 2020 com crescimento de 2,8% em relação a novembro, oitavo mês consecutivo com resultado positivo, superando a queda do período mais restritivo da pandemia do novo coronavírus. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O valor é superior ao resultado do Brasil, que teve crescimento médio de 0,9% em dezembro. “Torcemos para que a Renault ganhe cada vez mais mercado e possa ajudar o Paraná a seguir nesta linha de expansão”, afirmou Ratinho Junior.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM