DIVERSÃO

Oscar 2021: cerimônia terá restrições, mas será 100% presencial

Na contramão de outras premiações, que adotaram sistemas que mistos, a entrega do Oscar 2021 será inteiramente presencial, sem a possibilidade de que indicados que não queiram ir a Los Angeles possam participar por meio de videoconferência, como aconteceu no Globo de Ouro. 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela entrega dos prêmios, se comprometeu a seguir todos os protocolos e orientações propostos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir a segurança de todos. 

Em carta enviada aos indicados, a Academia detalhou como será o funcionamento da cerimônia. Apenas os nomeados, pessoas envolvidas na produção, apresentadores e um número limitado de convidados poderão comparecer ao Dolby Theatre ou ao Los Angeles Union Station. 

Com isso, o tradicional tapete vermelho repleto de astros e estrelas de diferentes áreas da indústria do entretenimento, pelo menos desta vez, deverá ser um pouco menos estrelado. Além disso, uma série de eventos tradicionais de antes e depois da premiação não vão acontecer. 

“Não realizaremos eventos presenciais, incluindo exibições de indicações, almoço dos indicados ao Oscar”, dizia a carta. O coquetel com o indicado para melhor filme estrangeiro também foi cancelado, assim como todo a programação pública dos longas, curtas e documentários. 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DIVERSÃO  |   16/05/2021 15h40


DIVERSÃO  |   14/05/2021 11h33


DIVERSÃO  |   14/05/2021 04h15