MARINGÁ

Padre maringaense é vitimado pela Covid-19
O reverendo estava internado há quase um mês; outro clérigo de Apucarana também faleceu no dia seguinte


Foto: Divulgação/Arquidiocese de Maringá

Morreu nesta terça-feira (23/03) em Maringá/PR o padre Sérgio Meschini Filho, responsável pela paróquia Sagrado Coração de Jesus; ele estava internado desde o dia 26 de fevereiro na Santa Casa de Maringá; o clérigo que sofreu de complicações provocadas pela Covid-19, faleceu na presença dos irmãos e do padre Altair Ciarllo, conforme a divulgação da arquidiocese do município. Meschini tinha 37 anos, era mestre em direito canônico, e desejava fazer doutorado.

O arcebispo de Maringá, Dom Severino Clasen, lamentou sua morte e decretou luto oficial por três dias em toda a Arquidiocese. "Padre Sérgio deixa um legado de amorosidade e dedicação à Igreja. Comunico meus sinceros sentimentos aos familiares, em especial à mãe do padre Serginho”, declarou o arcebispo. Em nota oficial, o prefeito Ulisses Maia (PSD) relembrou o carisma do reverendo: "Que Deus o receba e que descanse em paz. Padre Sérgio era uma pessoa de bem, querida e que contribuiu muito com a vida das pessoas. Meus sentimentos”, comentou o administrador.

Na manhã desta quarta-feira (24/03), o padre Francisco Oscar Lenartovick, da diocese de Apucarana, também foi vitimado pela Covid-19; ele não resistiu as complicações provocadas pelo Coronavírus. O velório do padre Sérgio Meschini foi realizado às 8 da manhã do dia seguinte, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, no centro da cidade. Somente a família e o clero puderam se despedir, a missa fechada foi transmitida ao vivo pela Arquidiocese. Às 10h, fiéis acompanharam a cerimônia; o corpo foi sepultado a tarde no município de Castelo Branco, região metropolitana de Maringá.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM