DIVERSÃO

Faustão conta que pediu a Roberto Marinho para suspender veto a Agnaldo Timóteo

Durante o último ‘Domingão do Faustão’, Fausto Silva revelou que intercedeu junto a Roberto Marinho em favor de Agnaldo Timóteo. O cantor faleceu na manhã do dia 3 de abril, após 21 dias internado por causa da Covid-19.

“Para quem se acostumou a ver o Agnaldo às vezes rude, às vezes até violento, polêmico… Eu convivi com o Agnaldo por mais de 40 anos. Fui responsável até pela volta dele a cantar aqui na TV Globo. Consegui o perdão diretamente com o doutor Roberto Marinho. E superando divergências políticas, e outras coisas”, disse Faustão.

O apresentador não explicou o motivo da desavença entre Marinho e Timóteo. Em meados dos anos 1980, quando o cantor se elegeu deputado, ele chegou a fazer um discurso com acusações a Roberto Marinho.

“Mais da metade do equipamento dele foi contrabandeado, segundo as más línguas, o que uma CPI poderia comprovar em cinco minutos”, disse.

Em 2011, numa entrevista a Pedro Alexandre Sanches, no iG, Timóteo contou que havia pedido perdão a Marinho, mas não mencionou a ajuda de Faustão: “Fui Maluf quando houve a eleição indireta para presidente, briguei pelo Maluf. Hoje eu não faria mais isso, porque outro dia ele provou que não merecia que eu houvesse brigado por ele. Briguei muito, quase arruinei a minha vida, não só a minha carreira. Agredi o doutor Roberto Marinho, e quando vi que estava errado tive que pedir perdão a ele.”

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DIVERSÃO  |   12/05/2021 05h45


DIVERSÃO  |   12/05/2021 05h10